sábado 7 de dezembro de 2019
Foto: Paulo Mocofaya/ Agência ALBA
Home / NOTÍCIAS / AL-BA lança 2º volume da biografia de Leonel Brizola
quinta-feira 28 de novembro de 2019 às 07:57h

AL-BA lança 2º volume da biografia de Leonel Brizola

NOTÍCIAS


A Assembleia Legislativa lançou, na tarde desta quarta-feira (27), o segundo volume do livro “Leonel Brizola – uma biografia política – engenheiro da educação”. Escrita pelo militante trabalhista Hari Alexandre Brust, em parceria com o jornalista, pesquisador e escritor Nilton Nascimento, a obra abarca fatos ocorridos a partir do movimento militar de 1964, até o falecimento de Brizola em 2004, no Rio de Janeiro.

O primeiro volume do projeto, Leonel Brizola – uma biografia política – o fio da história (1922-1964), foi editado também pelo programa ALBA Cultural e lançado em 2015.

Além dos autores, participaram da solenidade de lançamento o presidente da Casa, Nelson Leal; o ex-ministro do Trabalho e presidente da fundação Leonel Brizola, Manoel Dias; o vice-presidente da Fundação Leonel Brizola, Eduardo Rodrigues; e os deputados Roberto Carlos (PDT) e Jurandy Oliveira (PP).

No início da solenidade, Nilton Nascimento explicou o processo de elaboração da obra distribuída em dois volumes, que totalizam 1300 páginas que, segundo ele, conta a história política do maior líder trabalhista brasileiro depois de Getúlio Vargas. “Se ele não contou com a unanimidade dos brasileiros, recebeu o respeito de toda a nação, não apenas dos que acreditavam em um país mais justo e igualitário, mas, também, de dirigentes internacionais que o acolheram em seus países por conta da perseguição dos militares que executaram o golpe 1964, entre eles Jimmy Carter, Mário Soares, Francois Mitterrand”, relatou.

Colaborador e amigo de Brizola, Hari Brust agradeceu a Nelson Leal, a Paulo Bina, diretor de Comunicação da Casa Legislativa e a toda equipe de comunicação, por viabilizar o lançamento do livro. “Nesse segundo volume, revivemos a prodigiosa vida do político, a maior referência política do século XX. Brizola sabia que a implantação do processo civilizatório brasileiro passava pela educação do seu povo, por isso foi o maior construtor de escolas, o maior agente educacionista na história do Brasil. Por isso, o subtítulo do volume é engenheiro da educação”, ressaltou.

A situação atual do Brasil foi colocada por todos os presentes, inclusive pelo ex ministro do trabalho no governo Dilma Rousseff, Manoel Dias, que afirmou a necessidade de reavivar a memória de importantes momentos históricos vividos no país nos governos trabalhistas. “Getúlio Vargas tirou o Brasil de uma grande fazenda, dominada pelos coronéis, em 1945, transformando-o na 15a potência mundial. João Goulart foi deposto exatamente porque queria fazer reformas estruturais capazes de incluir a maioria da população e Brizola foi uma figura ímpar, especialmente no papel de denunciar as injustiças sociais”, relembrou.

Educação

Parabenizando os responsáveis pela elaboração da biografia e acolhendo os participantes, Nelson Leal manifestou a alegria do Legislativo com o lançamento do livro sobre uma das maiores personalidades da política brasileira. Também lamentou o período conturbado que o país atravessa, com crises institucional, política e moral e o ônus sobre os mais humildes com a reforma da Previdência com a supressão de direitos, e quase 14 milhões de desempregados.

Segundo Leal, os países que conseguiram superar a diversidade econômica foram aqueles que investiram maciçamente na educação. “Essa visão importante que Leonel Brizola tinha, quando governador do Rio Grande do Sul, e, sobretudo, quando governador do Rio de Janeiro, com os Cieps, são uma verdadeira revolução, e trouxe o que há de mais moderno para a educação, um exemplo para ser copiado por todos os gestores do nosso Brasil”.

AL-BA Cultural

Em pouco mais de 20 anos, o programa ALBA cultural construiu um portfólio de cerca de 350 obras lançadas. A biografia de Brizola já é o vigésimo título lançado na atual gestão. Entre os próximos volumes a serem lançados destacam-se a biografia de Ruy Barbosa, escrita pelo senador Luiz Viana Filho, e uma biografia ilustrada, inédita, do artista plástico e tapeceiro Genaro de Carvalho – Tecendo História – escrito a quatro mãos por Claudius Portugal e a viúva do artista, dona Nair de Carvalho.

Além de editar vários volumes, a ALBA vem fomentando as feiras literárias no interior da Bahia, entre elas a Fligê, em Mucugê, na qual 73 secretários municipais se interessaram em realizar feiras literárias em seus municípios “e isso é um estímulo a uma educação melhor para a nossa população. Estamos produzindo muito, trabalhando muito, para que essa casa seja cada vez mais plural, debatendo todos os temas que sejam importantes para a sociedade baiana, para os brasileiros”, salientou o presidente.

Veja também

Geraldo Júnior será homenageado com a Comenda Dois de Julho

O presidente da Câmara Municipal de Salvador, vereador Geraldo Júnior (SD), será homenageado pela Assembleia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!