sábado 31 de julho de 2021
Foto: Reprodução/TV Globo
Home / CURIOSIDADES / Aluno de 20 anos do ensino público de Pernambuco, filho de faxineira, é aprovado em 9 universidades dos EUA
terça-feira 20 de julho de 2021 às 06:41h

Aluno de 20 anos do ensino público de Pernambuco, filho de faxineira, é aprovado em 9 universidades dos EUA

CURIOSIDADES, NOTÍCIAS


Um jovem estudante pernambucano de 20 anos foi aprovado em nove universidades dos EUA, depois de ter cursado os ensinos fundamental e médio em escolas públicas. As informações são do UOL.

Fred Ramon dos Santos garantiu vaga na ASU e na University of Arizona, no Arizona; na Manhattanville College e na Adelphi University, em Nova York; na University of La Verne e na Whittier College, da Califórnia; na Florida Tech e na Stetson University, na Flórida; e na Temple University, na Pensilvânia.

Filho de faxineira, ex-aluno de escola pública é aprovado em 9 universidades  dos EUA: 'quero ser exemplo para inspirar mais jovens' | Pernambuco | G1
Todo o esforço e gosto pelo estudo, segundo Fred, vem do que uma boa educação proporciona — Foto: Reprodução/TV Globo

O jovem, que pretende estudar Ciência da Computação e Estudos Globais, já fez sua escolha e deve partir em agosto para Los Angeles, na Califórnia.

“Escolhi a Whittier College porque foi a faculdade que me deu a maior bolsa de estudos”, disse o rapaz. “Em Los Angeles, posso pôr em prática um projeto de articulações com órgãos americanos que se abrem para levar programas de capacitação e financiamento para pequenos e médios negócios para famílias desempregadas em comunidades de baixa renda em Pernambuco e no Nordeste”, explicou.

Filho de faxineira, ex-aluno de escola pública é aprovado em 9 universidades  dos EUA: 'quero ser exemplo para inspirar mais jovens' | Pernambuco | G1
Orgulhosa, a mãe dele, Suely Santo, contou que nunca precisou pedir para o filho estudar — Foto: Reprodução/TV Globo

Ao UOL, ele contou que uma das estratégias usadas para conseguir as aprovações nas universidades americanas foi liderar projetos extracurriculares.

“As universidades estadunidenses dão muito valor ao que você é fora das aulas. Por isso, desde os 16 anos, participo de movimentos sociais. As seleções levam esses trabalhos muito em consideração”, diz Fred.

O estudante também conseguiu boas notas em suas avaliações de proficiência no inglês. “Consegui ficar acima da média. Me disseram que eu tinha que tirar no mínimo 95. Tirei 105 dos 160 pontos totais”, conta.

Fred é filho da faxineira Silvia dos Santos, e sua família possui poucos recursos para custear seus estudos. Agora, ele aguarda as respostas dos fundos de investimentos para estudantes estrangeiros, na esperança de conseguir bancar parte da mensalidade que a bolsa não cobre, cerca de US$ 31 mil (R$ 158 mil).

O jovem também criou uma vaquinha virtual para ajudar a arrecadar o valor que precisa para estudar nos EUA.

Veja também

Hospital Municipal de Salvador retoma cirurgias eletivas

O Hospital Municipal de Salvador (HMS) retomou as cirurgias eletivas na unidade após 120 dias …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!