segunda-feira 28 de setembro de 2020
Foto: Reprodução/PR
Home / DESTAQUE / Apesar de queda no PIB, Guedes diz que país é um dos primeiros a se recuperar
segunda-feira 14 de setembro de 2020 às 11:25h

Apesar de queda no PIB, Guedes diz que país é um dos primeiros a se recuperar

DESTAQUE, NOTÍCIAS


O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a afirmar que o Brasil é uma das primeiras economias do mundo a se recuperar do impacto da pandemia de coronavírus, em evento online da Confederação Nacional de Municípios (CNM), ainda que o país tenha uma queda recorde no PIB.

Guedes classificou ainda como imprudente a ideia de um fundo com recursos federais para garantir perdas de Estados e municípios com a reforma tributária, alegando que a União não é um saco sem fundo e que é necessário ter juízo.

“Acabamos de aumentar 10% a nossa relação dívida/PIB, se nós anunciarmos que estamos criando mais fundos para garantir recursos, o Brasil terá dramáticos problemas de sustentabilidade fiscal. A União pode quebrar e vai faltar dinheiro para todo mundo, vamos entrar em rota de implosão fiscal”, afirmou ele no evento.

O ministro citou o setor de construção civil, que, disse, aumentou o número de empregos durante a crise, de 55 mil para 61 mil trabalhadores. “E menos de 10 mortes. Houve preservação de vidas e empregos. Foram criados protocolos.”

Guedes ainda afirmou que o presidente Jair Bolsonaro tem dito que quer descentralizar decisões de meio ambiente e saneamento para Estados e municípios.

Segundo o ministro, os Estados e municípios terão participação ativa na retomada do crescimento e na “reativação da fronteira de investimentos”, principalmente diante do novo marco do saneamento, do choque do gás e de novas regulamentações do setor elétrico, de logística e da cabotagem.

“Os prefeitos vão decidir em leilões de saneamento, de concessões, se querem empresas públicas ou privadas”, afirmou ele.

Veja também

Reforma tributária não está enterrada, diz líder do governo na Câmara

O líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), afirmou que os líderes partidários …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!