quarta-feira 8 de abril de 2020
Foto: Reprodução/Instagram
Home / Mundo / MUNDO / Ator fica ‘preso’ com corpo da irmã morta por Covid-19 dentro de casa e diz que governo da Itália os abandonou
quinta-feira 12 de março de 2020 às 09:27h

Ator fica ‘preso’ com corpo da irmã morta por Covid-19 dentro de casa e diz que governo da Itália os abandonou

MUNDO, NOTÍCIAS


Conhecido na Itália por atuar na série de TV “Gomorra”, Luca Franzese compartilhou um relato chocante em suas redes sociais no último domingo (8). Em vídeo, o ator contou que está isolado dentro de casa com o corpo da sua irmã que foi morta pelo coronavírus.

“Minha irmã morreu ontem, provavelmente por causa do vírus, e estou esperando respostas desde a noite passada. Estamos arruinados. A Itália nos abandonou. Vamos ficar fortes juntos. Compartilhe este vídeo em qualquer lugar”, disse Franzese.

Isolado dentro de casa, Luca Franzese mora na região de Nápoles, na Itália. A gravação publicada no Facebook, foi a forma de protesto que o artista encontrou para relatar a demora das autoridades italianas para retirarem o corpo da irmã, morta há mais de 24 horas.

Após a repercussão, uma operação especial levou o corpo e confirmou que a italiana morreu de Covid-19, doença provocada pelo coronavírus. Já Luca Franzese permanece em isolamento, conforme o jornal Folha de SP.

Agora com mais de 39 mil curtidas e 120 mil compartilhamentos, a publicação do ator chamou atenção e revoltou muitos internautas, em sua maioria italianos. Todos os comentários são de força e apoio.

Nesta quarta-feira (11), a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou a doença como pandemia mundial, em curso no mundo com a sua disseminação por mais de cem países, em todos os continentes.O número total de casos na Itália, o país europeu mais afetado pelo vírus, subiu para 12.462 em relação aos 10.149 anteriores, um aumento de 22,8%, nesta quarta. De acordo com a Agência de Proteção Civil do país, as mortes em decorrência da doença aumentaram de 196 para 827 nas últimas horas.

Para conter a situação, o governo italiano adotou medidas drásticas para a contenção do novo. Na última segunda-feira (9), as autoridades determinaram que italianos infectados ou com suspeitas, não podem sair de suas casas sem justificativa médica ou familiar. As escolas e universidades vão permanecer fechadas até o dia 3 de abril. Quem descumprir as regras, está sujeito a três meses de prisão e multa de 206 euros (cerca de R$ 1.085).

Veja também

Municípios temem colapso em serviços sem ajuda federal

Prefeitos estão preocupados com a ineficiência da esfera federal nas ações de combate, na ponta, …

um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!