segunda-feira 12 de abril de 2021
Home / NOTÍCIAS / Audiência Pública debate a TV Educa Bahia e o retorno às aulas virtuais
quinta-feira 8 de abril de 2021 às 07:50h

Audiência Pública debate a TV Educa Bahia e o retorno às aulas virtuais

NOTÍCIAS


A Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) abriu espaço, na terça-feira (6), para a realização de uma audiência pública sobre o funcionamento da TV Educa Bahia, o novo canal aberto, digital – e com conteúdos educativos exclusivos – que foi inaugurado em 1º de março do corrente ano para viabilizar o retorno remoto às aulas na rede pública de ensino. Promovida pela Comissão de Educação, Cultura, Ciência, Tecnologia e Serviços Públicos da ALBA, a reunião contou com a presença de dez parlamentares, gestores públicos da Secretaria de Educação do Estado, representantes de entidades ligadas ao setor, sindicatos dos professores e estudantes.

Na saudação inicial, a deputada Fabíola Mansur (PSB), presidente do colegiado, destacou as ações da SEC no que diz respeito à volta às aulas e lembrou que desde 2020, nas reuniões com os gestores estaduais, sempre houve a valorização da ciência e o compromisso com a vida, em especial com a segurança de professores, alunos e funcionários da área. A socialista também salientou que a Casa Legislativa soube lidar com a questão e trabalhou incessantemente para minimizar os efeitos da pandemia da saúde na educação.

Como resultado desta atuação conjunta entre governistas e oposição na Casa Legislativa, a socialista frisou que foram aprovados diversos projetos de lei que beneficiaram os alunos da rede pública de ensino. Dentre eles, citou o Projeto Monitoria, o Programa Vale Alimentação Estudantil e o Projeto Bolsa Presença, de autoria da própria Fabíola, com o intuito de garantir a permanência dos estudantes nas escolas.

Na sequência das falas, o subsecretário da Educação, Danilo Melo, enalteceu o papel exercido pela ALBA ao aprovar as propostas do governador Rui Costa que permitem uma contribuição financeira para os jovens estudantes. O gestor considerou fundamental a atitude colaborativa de todos os segmentos da sociedade que buscam dialogar na perspectiva de uma melhor qualidade educacional. Sobre a TV Educa Bahia, o professor Danilo Melo afirma que, através da experiência de 35 anos da TVE, da excelência da equipe técnica e a dedicação do corpo de funcionários, “é possível construir o legado de um canal exclusivo, que se propõe a ser um centro de pesquisa e de evolução de conhecimento para todos os baianos”.

Canal aberto

No ar há pouco mais de um mês, a TV Educa Bahia já nasceu como a 2ª maior rede em TV Digital Aberta da Bahia, atingindo todos os 27 Territórios de Identidade, e com um alcance de sinal para uma cobertura potencial de 1.835.968 estudantes, representando 62,59% do total. Com explanação por meio de slides, o diretor do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia, Flávio Gonçalves, explicou didaticamente sobre o funcionamento desta nova ferramenta.

“A nova emissora está disponível para os telespectadores ao lado do canal da TVE, alterando em seu município o número de 1 para 2. Por exemplo: Em Salvador e Região Metropolitana, a TVE é sintonizada pelo canal 10.1 enquanto a TV Educa pelo canal 10.2”, mostra o diretor do Irdeb. Gonçalves ressalta que o novo canal exibe uma programação variada 24 horas por dia, com aulas do Ensino Médio e ao vivo em diferentes períodos, lives de conteúdo diversificado e parcerias com o Canal Futura, da Fundação Roberto Marinho, disponibilizando o acesso a um grandioso conjunto de videoaulas de muitas disciplinas, além de programas que são referência no Brasil.

De acordo com o diretor do Irdeb, o sucesso do canal TV Educa Bahia já chama a atenção de outros estados, a exemplo do Maranhão, que pretende saber detalhes sobre o desenvolvimento deste projeto inovador e pioneiro que leva educação virtual para os quatro cantos do Estado. Orgulhoso da iniciativa implementada pela Secretaria de Educação, ele “adianta que o novo canal de televisão pública vai continuar existindo mesmo depois da pandemia da Covid-19”.

Antes de ouvir os parlamentares, a voz dos estudantes também se fez presente na reunião do colegiado. Os universitários Luiz Henrique Santos e Thiago Alves apresentaram o Portal Integrado de Salas Virtuais, criado para envolver professor, aluno, família e gestão escolar com a finalidade de viabilizar o ensino virtual. Os estudantes revelaram que o PISV, desde o ano passado até hoje, contabiliza 1 milhão e 300 mil acessos ao portal, com a integração de 150 colégios da rede estadual que se utilizam dos cursos preparatórios elaborados por uma equipe de seis pessoas. Tiago e Luiz Henrique garantem que o “trabalho é voluntário, mas sobretudo emancipatório, uma contribuição para o futuro da nossa educação”.

Parceria

Parabenizando a presidente da comissão pela temática escolhida, a deputada federal Lídice da Mata (PSB) colocou-se à disposição para conversar com o chefe do Executivo estadual para ampliar o sinal da TVE e do novo canal TV Educa Bahia, principalmente na zona rural, como forma de proporcionar mais educação de qualidade para todo o universo da educação na Bahia. Líder do Governo do Estado na Casa, o deputado Rosemberg Pinto (PT) saudou a parceria entre a TVE e a TV Educa Bahia no retorno às aulas remotas, “gerando educação segura para nossa juventude, nesse momento crítico da crise sanitária onde ainda não temos vacina para todos”. O deputado Bira Corôa (PT) criticou a condução da pandemia pelo Governo Federal, elogiou as ações da Secretaria Estadual de Saúde da Bahia (Sesab) na prevenção e combate ao novo coronavírus e destacou a preocupação da SEC em procurar soluções para os problemas decorrentes da doença no âmbito da rede pública de ensino.

Já o deputado Tiago Correia (PSDB) cobrou a direção da TVE sobre a discussão do analfabetismo na Bahia em sua programação e fez um apelo: “É imperativo debater o retorno às aulas presenciais, assim que houver um avanço na vacinação. Peço ainda que as autoridades incluam os professores como prioridade no Plano Nacional de Imunização”. O deputado Hilton Coelho (Psol) declarou ser “um fã da TVE, um patrimônio da Bahia e referência nacional”. O legislador solicitou maior acessibilidade, com injeção de mais recursos para melhoria da banda larga e aparelhos tecnológicos que garantam mais qualidade à educação. Hilton se mostrou preocupado com a sobrecarga de trabalho da categoria, “não sendo necessário voltar à década de 70 com a excessiva carga horária das aulas remotas”. Olívia Santana (PC do B) disse estar admirada com a qualidade do novo canal. “Assisti algumas aulas de Química e Física e gostei muito do conteúdo. Não podemos prescindir da importante contribuição dos professores, os verdadeiros qualificados para o aprendizado de nossa juventude”, pontuou a comunista. Para o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o deputado Marcelino Galo, a TVE vem fazendo uma revolução na Bahia, “conseguindo alcançar níveis de audiência nunca obtidos em mais de três décadas de existência”.

Participaram da audiência pública Alessandra Assis, diretora do Fórum Estadual de Educação da Bahia (FEEBA), o professor Rui Oliveira, presidente da APLB Sindicato e o dirigente da UMDIME, professor Raimundo. No final da reunião, transmitida pelas redes sociais da TV ALBA, a presidente da Comissão de Educação, Cultura, Ciência, Tecnologia e Serviços Públicos, deputada Fabíola Mansur, agradeceu a presença de todos os convidados e anunciou que vai apresentar uma moção de aplausos à direção do Irdeb e funcionários pelo importante trabalho que realizam na divulgação do conhecimento para milhares de estudantes da Bahia”.

Veja também

Jaques Wagner diz que ‘momento é inadequado’ para CPI da Covid

O senador Jaques Wagner (PT) não assinou a lista de apoio à criação da CPI …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!