domingo 9 de maio de 2021
Foto: Reprodução/Youtube
Home / DESTAQUE / Bahia receberá tecnologia para produção de água potável por meio do ar
quarta-feira 5 de fevereiro de 2020 às 12:05h

Bahia receberá tecnologia para produção de água potável por meio do ar

DESTAQUE, NOTÍCIAS


Veja como funciona os equipamentos da empresa israelense Watergen que serão instalados em uma escola baiana escolhida pelo projeto

A Bahia foi escolhida para participar do projeto-piloto do governo federal que vai levar máquinas de produção de água potável por meio do ar para escolas no semiárido. Cada equipamento instalado consegue produzir 400 litros/dia de água potável.

O acordo foi selado nesta quarta-feira (5), em videoconferência realizada entre a Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema), representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Três equipamentos serão instalados em uma escola baiana escolhida pelo projeto. Os critérios têm base técnica, como exposição e sensibilidade à seca, umidade de ar, temperatura atmosférica, risco à saúde, além de aspecto logístico para o monitoramento e manutenção do equipamento e presença de programas parceiros. De acordo com o MCTIC, os equipamentos já estarão disponíveis no mês de março e serão instalados após reunião de alinhamento para a escolha do município.

Resultado de imagem para watergen"
A Watergen doou ao Brasil dez máquinas de médio porte, como a da foto, que podem produzir até 900 litros de água potável por dia. (Foto: Instagram/Marcos Pontes)

O superintendente de Políticas e Planejamento Ambiental da Sema, Claudemir Nonato, que participou da videoconferência, destacou que a secretaria vai oferecer toda sua expertise técnica. “Através de nossa coordenação estadual do programa Água Doce na Bahia, dos dados técnicos obtidos com o programa, podemos compartilhar informações relevantes para esse projeto-piloto, como indicadores de saúde”, afirmou.

A representante da FioCruz, Débora Kligerman, explicou que “o objetivo é levar água de qualidade e avaliar os impactos na saúde da disponibilização dessa tecnologia nas comunidades beneficiadas. Com apoio dos parceiros, iremos atuar na criação e implementação de uma metodologia de avaliação de impacto na saúde, considerando as dimensões sanitárias, ambiental, tecnológica, sociocultural, epidemiológica e econômica”.

“Como as máquinas transformam ar em água

A empresa israelense Watergen é quem produz os equipamentos que transformam ar em água por meio do processo de condensação. A condensação é passagem da água do estado gasoso para o estado líquido. Para que funcionem, a umidade relativa do ar tem de ser pelo menos de 15% – considerada muito baixa.

A máquina é ligada a uma fonte de energia e têm películas de plástico que afunilam o ar vindo de várias direções. O gerador coleta o ar atmosférico, que mais tarde se transformará em água líquida por variações de temperatura.

Além disso, processos de mineralização, filtros de carbono e tratamentos com elementos como ozônio e cloro purificam o líquido, que sai pronto para beber.”

Veja também

TSE explica diferenças entre abusos do poder político e econômico

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o mostra as definições de abuso do poder político e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!