segunda-feira 2 de agosto de 2021
Foto: Reprodução
Home / DESTAQUE / Bolsonaro critica presidente do TSE e põe em dúvida a segurança da eleição em 2022
sexta-feira 9 de julho de 2021 às 12:07h

Bolsonaro critica presidente do TSE e põe em dúvida a segurança da eleição em 2022

DESTAQUE, NOTÍCIAS


O presidente Jair Bolsonaro voltou a colocar em dúvida a segurança das eleições nesta sexta-feira (9) em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada.

— Não tenho medo de eleições. Entrego a faixa a quem ganhar. No voto auditável. Nessa forma, corremos o risco de não termos eleição no ano que vem. Porque é o futuro de vocês que está em jogo — disse Bolsonaro,

De acordo com o presidente, os institutos de pesquisas participariam de uma fraude ao lado do TSE para beneficiar Lula:

— Daí vem os institutos de pesquisas, fraudados também, botando ali o nove dedos lá em cima. Para que? Para ser confirmado o voto fraudado no TSE — disse, acrescentando depois: — Já está certo quem vai ser presidente no ano que vem. A gente vai deixar entregar isso?

Bolsonaro defende que é preciso imprimir um registro do voto, após a votação na urna eletrônica. Ele, contudo, nunca de nunca ter apresentado nenhuma prova de fraude no modelo atual.

O presidente também atacou Barroso, dizendo que os argumentos dele contra a proposta de voto impresso são de um “imbecil” e “idiota”:

— É uma resposta de um imbecil. Eu lamento falar isso de uma autoridade do Supremo Tribunal Federal. Só um idiota para fazer isso aí.

De acordo com Bolsonaro, a evolução dos votos, minuto a minuto, não permitiria a vitória de Dilma.

— Em 2014 se mostrou a apuração minuto a minuto. Obviamente vocês não tiveram acesso. E minuto a minuto, no segundo turno, Aécio Neves, começou o Aécio Neves lá em cima e a Dilma lá embaixo. Com o tempo, essas curvas foram se cruzando até que se estabilizaram na horizontal com a Dilma na frente — disse.

— Depois que as curvas se tocaram, ou momentos antes das curvas se tocarem, era Dilma ganhou, Aécio ganhou, Dilma ganhou, Aécio ganhou. Por 271 (mil) vezes. É você jogar uma moeda 217 (mil) vezes para cima e dar cara, coroa, cara, coroa, cara, coroa.

Na eleição de 2014, o PSDB pediu uma auditoria no sistema de votação, alegando falta de transparência. A auditoria foi realizada, mas não foram encontradas irregularidades.

Veja também

Câmara de Salvador aprova Dia Municipal do Terceiro Setor

A Câmara Municipal de Salvador aprovou o Projeto de Lei n° 4/2021, que institui o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!