quinta-feira 6 de maio de 2021
Foto: Reprodução/Youtube
Home / NOTÍCIAS / Candidato ao comando do Senado, Rodrigo Pacheco defende ‘pacificação entre Poderes’
segunda-feira 1 de fevereiro de 2021 às 16:40h

Candidato ao comando do Senado, Rodrigo Pacheco defende ‘pacificação entre Poderes’

NOTÍCIAS, POLÍTICA


O senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), indicado pelo atual presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e apoiado pelo Planalto, assumiu a tribuna após o pronunciamento do senador Major Olímpio (PSL-SP).

Pacheco abriu seu pronunciamento com um “reconhecimento público” em homenagem a Alcolumbre, fiador da sua candidatura. “Vossa excelência representa a humildade sem submissão, a coragem sem arrogância, e honestidade sem limites com seus pares e com o propósito que assumiu”, disse Pacheco.

O candidato também garantiu aos senadores que vai assegurar a independência da Casa. “Não haverá nenhum tipo de influência externa capaz de influenciar a vontade livre e autônoma dos senadores”, disse Pacheco. “Asseguro com toda a força do meu ser o meu propósito de independência em relação aos demais Poderes”.

A aprovação de sua candidatura pelo governo tem sido uma das principais críticas ao senador por oponentes. A bandeira de independência tem sido um dos principais temas do discurso de Simone Tebet (MDB-MS), sua rival na disputa.

Pacheco disse que defende um “tripé” de prioridades na sua candidatura: “saúde pública, desenvolvimento social e crescimento econômico”. Ele disse que um dos primeiros atos como presidente do Senado, caso seja eleito, será iniciar um diálogo com a equipe econômica do governo federal “para que se possa conciliar o teto de gastos públicos com assistência social”.

O candidato também garantiu aos senadores que vai assegurar a independência da Casa. “Não haverá nenhum tipo de influência externa capaz de influenciar a vontade livre e autônoma dos senadores”, disse Pacheco. “Asseguro com toda a força do meu ser o meu propósito de independência em relação aos demais Poderes”.

Veja também

Oposição decide postergar depoimento de novo ministro da Justiça à CPI da Covid

A oposição decidiu postergar a investida em um depoimento de Anderson Torres (Ministério da Justiça) à CPI …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!