segunda-feira 26 de julho de 2021
Foto: Pedro França/Ag. Senado
Home / NOTÍCIAS / Comissão de Segurança Pública pode ter o nome de Major Olimpio
segunda-feira 26 de abril de 2021 às 17:12h

Comissão de Segurança Pública pode ter o nome de Major Olimpio

NOTÍCIAS


Projeto de Resolução (PRS 20/2021) altera o nome do espaço da Comissão de Segurança Pública, recém-criada, para Comissão Senador Major Olímpio, homenageando o parlamentar, que morreu em março de covid-19. O projeto é do senador Otto Alencar (PSD-BA). Caso a seja aprovada, a proposta entrará em vigor na data de sua aprovação. O texto aguarda designação de relator. As informações são da Agência Senado.

Na justificativa do projeto, Otto Alencar enfatizou que a iniciativa para a criação da Comissão de Segurança Pública foi do Major Olímpio. “Candidato à Presidência do Senado no início de 2021, ele defendeu a criação da Comissão de Segurança Pública, antes de abrir mão da candidatura em favor da senadora Simone Tebet (MDB-MS). A criação da comissão foi aprovada no dia 10 de março, sem o voto do senador, que já estava hospitalizado”, argumentou.

O senador destacou a carreira política do colega. “Ele foi um grande homem, forte, aguerrido, patriota, leal aos seus companheiros policiais, ao povo paulista”, afirmou.

Trajetória

Nascido em 1962, em Presidente Venceslau (SP), Major Olímpio ingressou na Academia de Polícia Militar do Barro Branco em 1978 e exerceu suas funções na Polícia Militar de São Paulo até 2007, quando começou seu primeiro mandato como deputado estadual. Foi reeleito, e ficou até 2015 na Assembleia Legislativa de São Paulo, ano em que tomou posse como deputado federal. Em 2019, iniciou seu mandato como senador.

Major Olímpio era também bacharel em ciências jurídicas e sociais, jornalista, professor de educação física, técnico em defesa pessoal e instrutor de tiro. Além disso, foi autor de livros como Reaja! Prepare-se para o Confronto – Técnica Israelense de Combate, de 1997, e Insegurança Pública e Privada, de 2002.

Ele foi o terceiro parlamentar a ser vítima fatal do coronavírus. Além dele, morreram os senadores Aroldo de Oliveira e José Maranhão.

Veja também

O retiro de Luis Miranda, depois das revelações na CPI

Depois de todo o tiroteio gerado pelas denúncias de corrupção no ministério da Saúde, o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!