sexta-feira 23 de abril de 2021
Foto: Reprodução/AGU
Home / NOTÍCIAS / Comissionado não pode chefiar auditorias nos tribunais de contas, diz AGU
sexta-feira 5 de março de 2021 às 15:28h

Comissionado não pode chefiar auditorias nos tribunais de contas, diz AGU

NOTÍCIAS


Advocacia-Geral da União se manifestou hoje pela inconstitucionalidade da atuação de comissionados em atividades de auditoria e instrução processual dos Tribunais de Contas. A manifestação se deu segundo a coluna Radar da revista Veja, no âmbito da ADI 6655-SE, ajuizada pela Associação Nacional dos Auditores de Controle Externo dos Tribunais de Contas do Brasil (ANTC), que levou ao conhecimento do STF que unidades de auditoria e instrução processual estariam sendo coordenadas por comissionados sem vínculo efetivo.

“Nota-se que a condição para o exercício de atribuições finalísticas de auditoria e instrução processual na esfera do controle externo é, sem dúvida, a aprovação em concurso público específico para ingresso no quadro próprio de pessoal do Tribunal de Contas, sendo imprescindível a estabilidade qualificada para o desempenho das funções inerentemente de Estado”, diz trecho da manifestação da AGU.

Na ação, a entidade alerta o STF que essa atuação de agentes puramente comissionados compromete a imparcialidade dos processos de controle externo e acarreta alto risco de nulidade, destoando dos demais Tribunais do Contas e do modelo do TCU, onde a titularidade plena das atividades finalísticas de controle externo é exclusiva dos auditores de controle externo, agentes concursados com competência legal plena do seu quadro próprio de pessoal.

Veja também

Parlamentares cobram em carta compromisso de Bolsonaro com agenda ambiental anunciada na Cúpula do Clima

Cerca de 20 parlamentares que integram a Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (RAPS) aproveitaram …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!