sábado 23 de janeiro de 2021
Foto: Reprodução
Home / CURIOSIDADES / Como serão os celulares dos agentes secretos da Abin
quarta-feira 2 de dezembro de 2020 às 09:25h

Como serão os celulares dos agentes secretos da Abin

CURIOSIDADES, NOTÍCIAS


A Agência Brasileira de Inteligência lançou edital para a aquisição de 1.050 aparelhos de telefones, em regime de comodato, mas com pagamento dos respectivos serviços de telefonia móvel local, de longa distância nacional e de longa distância internacional. É um contrato que vai custar aos cofres público R$ 11 milhões nos próximos 30 meses.

Os objetivos estratégicos da contratação dos celulares que irão ser entregues aos agentes e oficiais de inteligência da Abin em todo o país, foram elencados segundo a coluna Radar em um Estudo Técnico Preliminar, uma informação de “acesso restrito”, segundo a agência. É na hora de descrever o tipo de aparelho que será adquirido que a Abin mostra sua preferência pelo modelo coreano. “Serão aceitos modelos equivalentes ou superiores ao Samsung S10”, diz o edital, fazendo referência ao modelo da corporação transnacional sul-coreana.

A agência exige que os aparelhos tenham memória RAM de 8 gigabytes, ‘ou superior’. Memória RAM é a que dá velocidade de processamento ao aparelho. O S10 da Samsung, na verdade, só tem 6 gigas de memória RAM, ou seja, a agência sinaliza para os modelos superiores da Samsung. Pelas características do telefone sugerido no edital, uma especialista em telefonia atesta. “Essas características são dos aparelhos e dos sistemas da Samsung”, diz.

“A contratada deve guardar sigilo dos dados e das informações postas à sua disposição, não podendo cedê-los a terceiros ou divulgá-los de qualquer forma sem anuência expressa da contratante, devendo entregar assinados o Termo de Manutenção de Sigilo”, diz o edital.

A preocupação com segurança da informação é tamanha que os aparelhos substituídos serão inutilizados dentro da agência: “Os aparelhos serão configurados e distribuídos pela equipe da Abin. Todos os requisitos de segurança estarão contemplados no procedimento e serão adotadas as medidas de adequação de segurança para uso institucional. Os aparelhos que porventura sejam substituídos serão ‘resetados’ para o padrão de fábrica, quando possível, e terão as unidades de armazenamento removíveis retiradas nas dependências da Abin”.

Como é telefone para ser usado por agente de inteligência, a Abin pede rigoroso sistema de segurança: “Deverá ser mantido serviço antifraude, em horário comercial, com detecção de clonagem e tomar as devidas providências, imediatamente após ter ciência de ocorrência e sanar as falhas de modo que os usuários possam retomar à utilização do serviço no prazo máximo de 24 horas, não eximindo a contratada da responsabilidade por quaisquer ligações que sejam realizadas por aparelhos clonados ou em quaisquer outras modalidades de fraude”.

Veja também

Governo de João Doria teme que novas medidas restritivas da fase vermelha em SP não sejam obedecidas

As discussões sobre a passagem de regiões de São Paulo para a zona vermelha e de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!