segunda-feira 12 de abril de 2021
O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em reunião com a Frente Nacional dos Prefeitos, realizada de forma virtual Imagem: Divulgação/MS
Home / DESTAQUE / Consórcio quer 20 milhões de doses extras para distribuição aos municípios
segunda-feira 22 de março de 2021 às 18:51h

Consórcio quer 20 milhões de doses extras para distribuição aos municípios

DESTAQUE, NOTÍCIAS


Com estatuto aprovado nesta segunda-feira (22) em reunião da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), o Consórcio Conectar inicia os trabalhos mirando a aquisição de 20 milhões de doses de vacina extras para distribuição aos municípios. A ideia é que a iniciativa adiante em 30 dias a finalização da imunização dos grupos de risco em todo o país.

De acordo com a consultora da FNP Carla Domingues, caso essa meta seja atingida, seria possível pensar em concluir a vacinação dos 80 milhões de brasileiros que compões estes grupos até 30 de junho.

“Até julho o ministério da saúde deve estar entregando 234 milhões de doses, numa média de 40 milhões de doses por mês, o que significa uma média de 20 milhões de pessoas vacinadas ao mês. Que o consórcio adquira 20 milhões de doses, isso significa que a gente puxa em 30 dias o cronograma”, disse.

A sugestão é uma intervenção junto à Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), ao Consórcio Covax Facility e aos Estados Unidos que somam 30 milhões de doses extras da Astrazeneca para buscar essas doses.

A votação do estatuto ocorreu após uma Assembleia Geral que contou com a presença governador do Piauí, Wellington Dias, o ministro do STF, Gilmar Mendes, do ex-presidente do STF Ayres Britto e da representante da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil, Socorro Gross Galiano. Em suas falas, todos reforçaram a importância e legalidade da iniciativa.

Também houve críticas do governo federal

“A gente está indo além das nossas obrigações. A nossa obrigação é fazer a aplicação das vacinas, mas diante da inercia de fazer chegar a vacina aos municípios nós nos unimos. Eu duvido que nosso presidente Bolsonaro queira mais do que nós que a nossa cidade esteja funcionando normalmente”, disse em um momento o presidente da FNP, Jonas Donizette.

Veja também

Justiça nomeia quatro administradores judiciais para Samarco

O juiz Adilon Resende, da 2ª Vara Empresarial de Belo Horizonte, deferiu nesta segunda-feira (12) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!