quinta-feira 17 de junho de 2021
Foto: Ag. Senado
Home / NOTÍCIAS / Constrangimento no PP com rejeição ao nome da mulher de Kássio Nunes
terça-feira 6 de outubro de 2020 às 18:37h

Constrangimento no PP com rejeição ao nome da mulher de Kássio Nunes

NOTÍCIAS


Causou surpresa no PP o tom da nota do senador Luis Carlos Heinze (PP-RS), que recusou empregar na 4ª Secretaria da Mesa, que comanda, Maria Socorro Marques, mulher do desembargador Kássio Nunes Marques, indicado por Jair Bolsonaro para uma vaga no STF.

O desembargador foi indicado pelo presidente do PP, Ciro Nogueira.

Ainda no domingo (4), Heinze, quando tomou conhecimento da indicação de Socorro para um cargo na secretaria, reagiu com dureza. Disse não ter nada com isso e rejeitou a nomeação demitindo-a nesta segunda-feira (5) conforme a coluna Radar da revista Veja.

Heinze contou que a vaga foi cedida à presidência do partido e foi usada para atender ao recém-filiado senador Elmano Ferrer (PP-PI), que indicou Socorro.

“No momento em que o senador Heinze soube da relação conjugal entre a servidora e o indicado ao STF, e sempre em busca da transparência e moralidade, ficou decidido que a senhora Maria do Socorro Marques será desvinculada da Quarta Secretaria nesta segunda-feira, dia 5, primeiro dia útil após a ciência dos fatos”, afirmou o senador gaúcho na nota.

O descontentamento de Heinze vai do início ao fim da nota.

Veja também

Alexandre Aleluia fala sobre candidato a governador na Bahia com apoio de Bolsonaro

Em entrevista à rádio Piatã FM, o vereador Alexandre Aleluia, que é filiado ao DEM, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!