quarta-feira 16 de junho de 2021
Foto: Reprodução/Portal Manaus
Home / DESTAQUE / CPI da Covid vai recorrer de decisão que livrou governador do Amazonas de depor
quinta-feira 10 de junho de 2021 às 10:34h

CPI da Covid vai recorrer de decisão que livrou governador do Amazonas de depor

DESTAQUE, JUSTIÇA, NOTÍCIAS


A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, instalada pelo Senado, vai recorrer da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que permitiu que o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), não comparecesse à Casa nesta quinta-feira (10). O depoimento do amazonense estava agendado para hoje, mas o governante não compareceu embasado numa decisão da Corte.

A ministra Rosa Weber concedeu habeas corpus preventivo ao governante. Caso a CPI consiga reverter a decisão, uma nova data de depoimento será definida.

Wilson Lima foi convocado acerca da crise sanitária vivida pelo estado no início deste ano. A falta de oxigênio para pacientes internados agravou a situação da pandemia de COVID-19.

Outro ponto diz respeito a possíveis desvios de verbas na compra de respiradores que seriam para hospitais do Amazonas. A Polícia Federal investiga a questão e já realizou operações no estado.

A CPI da COVID apura possíveis ações e omissões do governo federal no enfrentamento à pandemia do coronavírus e repasses de verbas a estados e municípios. A comissão foi instalada em 27 de abril deste ano.

O que é uma CPI?

As comissões parlamentares de inquérito (CPIs) são instrumentos usados por integrantes do Poder Legislativo (vereadores, deputados estaduais, deputados federais e senadores) para investigar fato determinado de grande relevância ligado à vida econômica, social ou legal do país, de um estado ou de um município. Embora tenham poderes de Justiça e uma série de prerrogativas, comitês do tipo não podem estabelecer condenações a pessoas.

Para ser instalado no Senado Federal, uma CPI precisa do aval de, ao menos, 27 senadores; um terço dos 81 parlamentares. Na Câmara dos Deputados, também é preciso aval de ao menos uma terceira parte dos componentes (171 deputados).

Há a possibilidade de criar comissões parlamentares mistas de inquérito (CPMIs), compostas por senadores e deputados. Nesses casos, é preciso obter assinaturas de um terço dos integrantes das duas casas legislativas que compõem o Congresso Nacional.

O que a CPI da Covid investiga?

Instalada pelo Senado Federal em 27 de abril de 2021, após determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), a CPI da COVID trabalha para apurar possíveis falhas e omissões na atuação do governo federal no combate à pandemia do novo coronavírus. O repasse de recursos a estados e municípios também foi incluído na CPI e está na mira dos parlamentares.

O presidente do colegiado é Omar Aziz (PSD-AM). O alagoano Renan Calheiros (MDB) é o relator. O prazo inicial de trabalho são 90 dias, podendo esse período ser prorrogado por mais 90 dias.

Veja também

Witzel diz que Moro foi ‘menino de recado de Bolsonaro’ no governo

No seu depoimento à CPI da Pandemia nesta quarta-feira (16), o governador cassado do Rio …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!