sexta-feira 23 de abril de 2021
Foto: Reprodução
Home / NOTÍCIAS / Deputada pede prioridade na vacinação para mais três categorias profissionais
quarta-feira 7 de abril de 2021 às 07:02h

Deputada pede prioridade na vacinação para mais três categorias profissionais

NOTÍCIAS, POLÍTICA


A inclusão de mães e cuidadores de pessoas com deficiência, trabalhadores aeroviários e profissionais que atuam na construção civil e pesada na relação de prioridade da Fase 4 do Plano de Imunização do Estado Bahia foi solicitada pela deputada Olívia Santana (PCdoB) ao governador Rui Costa em indicações encaminhadas através da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).

A parlamentar explica que, “neste momento de início de vacinação, corretamente, a Secretaria de Saúde do Estado da Baia definiu o escalonamento dos grupos prioritários para atendimento do Plano de Imunização do Estado Bahia”. Profissionais das forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e a população privada de liberdade estão, segundo Olívia, corretamente inclusos na Fase 4, porém ela afirma que outros profissionais que atuam em atividades essenciais também devem ser incluídos, como é o caso das categorias citadas nas indicações.
No documento referente às mães e profissionais que cuidam de portadores de necessidades especiais, dos quais destaca os com microcefalia, Olívia cita dados do IBGE, afirmando que na Bahia há, pelo menos, dois milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Isso “envolve 15,6% da população, o que pode ser utilizado como parâmetro para se aferir o número de cuidadores”.

“O trabalho não remunerado destas pessoas, na sua maioria mulheres, mães, que assumem tarefas de cuidados com a saúde, expondo-se a ambientes hospitalares e ambulatoriais em muitos momentos, precisa ter o reconhecimento do poder público, visto que, muitas vezes, esse labor desafoga o sistema de saúde já tão combalido e beirando o colapso”, acrescenta Olívia, ao justificar a proposta.

Acerca dos profissionais da construção civil, Olívia esclarece que a solicitação é uma demanda Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção e da Madeira no Estado da Bahia (Sintracom), que procurou o seu mandato, “buscando garantir que estes trabalhadores e trabalhadoras possam ter sua integridade e suas saúdes preservadas, considerando a exposição ao vírus diariamente”.

A legisladora argumenta que “a construção de hospitais de campanha e reforma de áreas adaptadas, obras estruturantes, como rodovias, viadutos, construção de edifícios, casas e obras particulares, continuam em andamento, sendo certo que estes profissionais que atuam com dedicação e afinco permanecem arriscando suas vidas diariamente”.

Veja também

Índice Abramat indica crescimento da indústria no primeiro trimestre

A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) divulgou na semana passada a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!