quinta-feira 1 de outubro de 2020
Foto: Assessoria
Home / NOTÍCIAS / Deputado lamenta morte de policial e cobra efetividade do Governo do Estado na Segurança Pública
segunda-feira 31 de agosto de 2020 às 17:52h

Deputado lamenta morte de policial e cobra efetividade do Governo do Estado na Segurança Pública

NOTÍCIAS


Na manhã desta segunda-feira (31), o soldado da Polícia Militar (PM), Albert dos Santos Oliveira, foi encontrado morto por disparo de arma de fogo, dentro de um veículo na região do Centro Administrativo da Bahia (CAB). O deputado Capitão Alden, vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa da Bahia, lamenta a morte do policial militar e cobra do Governo do Estado maior investimento na Segurança Pública, especialmente, em melhores condições para os profissionais.

De acordo com o deputado Capitão Alden, o Governo do Estado tem que priorizar a Segurança Pública como área essencial para o bom funcionamento da sociedade. Ele destaca ainda que é autor de diversas proposições, tais como projetos de lei e indicações, exclusivamente voltadas para Segurança Pública, entretanto, o governador não viabiliza as proposições. “Quero dedicar minha profunda solidariedade à família e amigos do soldado Albert dos Santos Oliveira. Não é possível tantas mortes de policiais e o governador não adota uma postura para resolver isso. Nossa tropa necessita de atenção urgente”, pontua Alden.

Segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, um documento produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, entre os 343 agentes mortos em 2018, grande parte (299) era da PM. Também são maioria os casos de policiais assassinados fora do serviço, seja tanto em período de folga como durante atividades externas: 256 agentes morreram quando não exerciam a atividade policial, enquanto 87 foram assassinados durante o serviço.

Veja também

Kassio Nunes no STF é vitória do centrão, mas alegra petistas

Se o nome do desembargador do TRF-1 Kassio Nunes for de fato indicado por Jair …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!