quarta-feira 28 de outubro de 2020
Foto: Reprodução/Ag. Câmara
Home / NOTÍCIAS / Deputado quer brecha na criminalização da homofobia para líderes religiosos
sábado 17 de outubro de 2020 às 15:50h

Deputado quer brecha na criminalização da homofobia para líderes religiosos

NOTÍCIAS


Léo Motta (PSL/MG) quer suavizar o crime de homofobia para líderes religiosos. O deputado propôs à Câmara um projeto de lei que permite que religiosos não sejam enquadrados no crime ou penalizados de qualquer forma, caso se recusem a realizar cerimônias envolvendo homossexuais.

Diz o texto da sua lei:

— A recusa por parte de líderes religiosos devidamente credenciados por suas ordens religiosas, em virtude de suas convicções e à luz dos preceitos que esposam, a realizar batismos, casamentos ou outras cerimônias religiosas envolvendo pessoas assumidamente homossexuais não caracteriza homofobia ou transfobia e não está sujeita a qualquer pena.

O parlamentar justifica a sua proposta. Alega, segundo a coluna de Lauro Jardim, que “faz-se necessário, e até urgente, criar uma exceção para uma norma que não existe na legislação em vigor”.

Veja também

Petrobras pede para ser assistente do MPF em ação contra Lula

‘A Petrobras enviou ao juiz Luiz Antônio Bonat, da 13ª Vara Federal de Curitiba, pedido …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!