sexta-feira 23 de abril de 2021
Home / NOTÍCIAS / Deputados discutem de forma remota com o governador avanço da pandemia
segunda-feira 8 de março de 2021 às 19:19h

Deputados discutem de forma remota com o governador avanço da pandemia

NOTÍCIAS, POLÍTICA


Os deputados estaduais baianos se reúnem virtualmente nesta terça-feira (9), às 14h30, com o governador Rui Costa, o prefeito Bruno Reis e o secretário Estadual de Saúde, Fábio Vilas Boas, para tratar da pandemia.

O encontro “Diagnóstico e ações” pretende esclarecer à classe política sobre a realidade do avanço do coronavírus na Bahia, as perspectivas imediatas, e contará com as presenças do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Adolfo Menezes, dos líderes do governo e da oposição, respectivamente, deputados Rosemberg Pinto (PT) – articulador da reunião – e Sandro Régis, bem como do presidente da UPB, Eures Ribeiro, ex-prefeito de Bom Jesus da Lapa.

Pretende-se uma conversa franca, suprapartidária, capaz de dirimir dúvidas sobre a gestão dessa crise sanitária a curto, médio e longo prazos. Alguns parlamentares e prefeitos tem manifestado desagrado com as medidas de isolamento social adotadas pelo governo Estadual – seguidas pela própria ALBA, prefeituras e órgãos do Judiciário. A gravidade da crise de saúde que ameaça colapsar os sistemas público e privados, bem como seu custo humanos e financeiro, serão demonstrados para que todos os participantes tenham consciências do quanto a situação é séria e possam replicar esses dados para gestores e aliados em todo o estado.

Lula ficar elegível

Adolfo Menezes afirmou na tarde desta segunda-feira (8) que o Supremo Tribunal Federal (STF) demorou para cumprir a Constituição e reconhecer que Sérgio Moro não era o juiz natural para julgar as acusações contra o ex-presidente Lula.

“Quem vai pagar a conta desse imbróglio todo, de enormes prejuízos políticos, eleitorais, econômicos e pessoais?”, questionou Adolfo, ao comentar a decisão do ministro Edson Fachin, do STF, de anular as condenações de Lula em quatro casos que tramitaram na vara do então juiz Sérgio Moro, em Curitiba, devolvendo os direitos políticos ao ex-presidente.

“Por isso que o país está nessa situação, sob grande instabilidade política e, sobretudo, jurídica”, finalizou o presidente da Assembleia.

Veja também

Relator da CPI da Pandemia, Renan entra na mira da PGR

Relator da CPI da Covid-19 no Senado, Renan Calheiros (MDB) nem assumiu a missão e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!