terça-feira 1 de dezembro de 2020
Foto: Reprodução
Home / NOTÍCIAS / Dívida pública bate novo recorde e chega a 90,6% em setembro
sexta-feira 30 de outubro de 2020 às 10:10h

Dívida pública bate novo recorde e chega a 90,6% em setembro

NOTÍCIAS


A dívida pública alcançou 90,6% do Produto Interno Bruto (PIB) em agosto, aumento de 1,8 ponto percentual em comparação ao mês anterior, segundo dados divulgados pelo Banco Central (BC) na manhã desta sexta-feira, 30. Este é o maior nível de endividamento dos governos brasileiros desde o início da série histórica, em 2006. No total, o débito é de R$ 6,533 trilhões, R$ 144 bilhões a mais do registrado em agosto. No mês passado, a dívida pública havia aumentado 2,4 pontos percentuais, chegando a R$ 6,389 trilhões.

Segundo o Banco Central, a evolução é resultado de emissões líquidas da dívida pública, incorporação de juros nominais e da desvalorização do real ante o dólar. A autoridade monetária nacional considera a dívida bruta a soma dos débitos do governo federal, INSS e governos estaduais e municipais. Em janeiro, a dívida alcançava 70,6% do PIB, somando R$ R$ 5,550 trilhões. Desde janeiro, o endividamento acumula alta de 14,8 pontos percentuais. O rombo no setor público chegou a R$ 64,6 bilhões em setembro.

Segundo a Jovem Pan, o governo central foi o maior responsável pelo número, com R$ 75,1 bilhões. Os governos regionais e empresas estatais registraram superávits de R$ 10 bilhões e R$ 628 milhões, respectivamente. No ano, até setembro, o déficit primário acumulado do setor público consolidado atingiu R$635,9 bilhões, ante déficit de R$42,5 bilhões no mesmo período de 2019. No acumulado em doze meses, o déficit primário atingiu R$655,3 bilhões (9,08% do PIB).

Veja também

Resultado das urnas indica que Centrão vai ditar campanha de 2022

MDB, PSDB, Progressistas, DEM e PSD – os maiores vencedores de prefeituras nesta eleição – …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!