domingo 12 de julho de 2020
Home / NOTÍCIAS / Ecad já fatura milhões e agora manobra para lucar com sucesso das ‘lives’ da pandemia
segunda-feira 29 de junho de 2020 às 14:04h

Ecad já fatura milhões e agora manobra para lucar com sucesso das ‘lives’ da pandemia

NOTÍCIAS


Sem as lives, o Ecad arrecadou arrecadou R$4,4 bilhões e ficou com R$452 milhões nos últimos três anos

O sucesso das “lives” durante esse período de pandemia e isolamento fez crescer o olho do Ecad, responsável por coletar pagamentos por uso de músicas no País.

De acordo com a coluna de Cláudio Humberto, do Diário do Poder, a malandragem foi admitida pela própria entidade ao afirmar que já tem contratos com YouTube, Facebook etc. e recebe regularmente, mas que lives transmitidas pelas plataformas ganharam destaque e o Ecad quer faturar mais com “execução pública musical”.

A cobrança é feita duas vezes pelo mesmo produto, a realização da live e pela transmissão. Afinal, se não fosse transmitida, ninguém iria assistir.

Na prática, o artista, que está impossibilitado de se apresentar e cobrar ingresso devido ao isolamento, vai precisar pagar para trabalhar. É o fim.

A cobrança é de 7,5% do valor bruto dos patrocínios, retroativa a 20 de março. Mas devido à pandemia vai dar desconto e cobrar “apenas” 5%.

Sem as lives, o Ecad arrecadou R$4,4 bilhões entre 2016 e 2019 e R$3,9 bilhões para músicos. E ficou com os R$452 milhões

Veja também

FGM prorroga cadastro para pessoas jurídicas do setor cultural

A Fundação Gregório de Mattos (FGM) prorrogou até a quinta-feira (16) o prazo para o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!