quarta-feira 14 de abril de 2021
Foto: Reprodução
Home / CURIOSIDADES / EUA estudam enviar vacina da AstraZeneca ao Brasil, diz jornal
sexta-feira 12 de março de 2021 às 07:28h

EUA estudam enviar vacina da AstraZeneca ao Brasil, diz jornal

CURIOSIDADES, NOTÍCIAS


Os Estados Unidos estudam enviar doses da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca/Oxford para outros países, incluindo o Brasil. A informação foi publicada nesta última quinta-feira (11) pelo jornal The New York Times.

Segundo a publicação, dezenas de milhões de doses estão armazenadas em fábricas norte-americanas enquanto a vacina aguarda aprovação do órgão regulatório do país.

Apesar da vacina já estar autorizada em diversos países, ainda não foram apresentados os ensaios clínicos realizados nos Estados Unidos. Com isso, a farmacêutica não solicitou autorização para uso emergencial ao FDA (Food and Drug Administration), responsável por uma das etapas de aprovação de imunizantes.

Até o momento, conforme o Poder360, o país autorizou o uso das vacinas de Pfizer/BioNTech, Moderna e Johnson & Johnson.

“Entendemos que outros governos possam ter entrado em contato com os EUA sobre a doação de doses da AstraZeneca. Pedimos ao governo norte-americano que considerasse cuidadosamente essas solicitações”, disse ao jornal Gonzalo Viña, porta-voz da AstraZeneca.

“Se essas doações prosseguirem, buscaremos orientação do governo para repor essas doses nos EUA.”

De acordo com o The New York Times, pelo menos 30 milhões de doses prontas para o uso estão armazenadas nas instalações da AstraZeneca em West Chester, Ohio.

A Emergent BioSolutions, empresa em Baltimore que a AstraZeneca contratou para fabricar a vacina nos Estados Unidos, produziu quantidade suficiente para mais dezenas de milhões de doses.

O destino das doses é fonte de discussão entre a Casa Branca e autoridades sanitárias, segundo funcionários da administração do presidente Joe Biden ouvidos pelo jornal. Enquanto alguns argumentam que a vacina deve ser destinada aos países com necessidades urgentes, outros dizem que os EUA devem manter as doses armazenadas e aguardar a aprovação.

Algumas autoridades federais estão pressionando a Casa Branca para que Biden decida sobre a doação nas próximas semanas. Além do Brasil, União Europeia e Reino Unido poderiam receber a vacina.

Ao conversar com jornalistas na quarta-feira (10), Biden disse que se o país tivesse excedente de vacinas, iria compartilhar doses com o resto do mundo. “Vamos começar garantindo que os norte-americanos sejam atendidos primeiro”, declarou.

O jornal revelou que tanto a AstraZeneca quanto a Johnson & Johnson já haviam pedido autorização dos Estados Unidos para destinar parte das doses compradas pelo país a outras nações. Os dois pedidos teriam sido negados.

A Casa Branca não respondeu ao pedido de comentário feito pela publicação.

Após Áustria, mais cinco países suspendem vacina da AstraZeneca devido a mortes causadas após aplicação

Veja também

Brasileiro perdeu quase 2 anos de expectativa de vida na pandemia, e 2021 deve ser pior, diz demógrafa de Harvard

O brasileiro perdeu quase dois anos de expectativa de vida em 2020 por causa da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!