sexta-feira 23 de abril de 2021
Foto: Ascom/SDE
Home / NEGÓCIOS / Executivos chineses desembarcam no Brasil para realizarem bilionários investimentos
terça-feira 6 de abril de 2021 às 15:51h

Executivos chineses desembarcam no Brasil para realizarem bilionários investimentos

NEGÓCIOS, NOTÍCIAS


Mesmo depois de enfrentar a prisão, multas e múltiplos processos Eike Batista continua trabalhando muito para tirar os negócios do papel, indicando bastante pressa e intensidade. Até o momento, conforme entrevista ao Brazil Journal, sua limitação era capital: temendo risco de imagem, diversos investidores locais e internacionais declinaram fazer negócio com o empreendedor. Seu filho, o engenheiro Eliezer Batista encontrou um investidor grande que compartilha a intensidade por projetos grandiosos e disposto a leva-lo: O China Development Integration Limited (CDIL), veículo de investimento conectado ao governo da China e baseado em Hong Kong.

O CDIL tem participado ativamente da Belt and Road Initiative, projeto que a China tem aumentado seu poder geopolítico investindo em infraestrutura de dezenas de países do mundo desde 2013. A união entre os chineses e Eike funciona assim: o brasileiro aporta seu pipeline de projetos (incluindo ativos opcionados e o CDIL fornece o capital, aparentemente infinito. O CDIL traz diversos bancos e estatais chinesas que vão fornecer máquinas, equipamentos e serviços e, quando se tratar de commodities agrícolas ou metálicas, vão garantir a compra da produção na forma de offtake agreements.

Eike “é um dos maiores desenvolvedores de recursos naturais da história”, afirmou o chairman do CDIL, Andy Lai, ao Brazil Journal. ” Ele desenvolveu uma das maiores minas dos mundo (o projeto Minas-Rio, que hoje pertence à Anglo American), conhece os dados sobre as grandes reservas ainda inexploradas e botou de pé os maiores projetos de infraestrutura do Brasil. Para nós, aproveitar seu conhecimento e experiência é algo sério”, concluiu. De acordo com o CDIL, seus investimentos em conjunto com Eike vão atingir dezenas de bilhões de reais, da mineração e infraestrutura.

Obras da ponte Salvador-Itaparica

Os chineses que irão construir a ponte Salvador-Itaparica, obra de mais de R$ 6 bilhões, estão de olho no projeto do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), que autoriza empresas a adquirir vacinas contra a Covid. Se for aprovado, eles vão comprar 15 mil doses para vacinar os sete mil que trabalharão na obra, segundo o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, João Leão, que conversou com eles sobre o assunto nesta semana.

Os chineses, ligado às empresa CR-20 e CCC, também se comprometeram a fazer gestões junto ao governo chinês segundo a coluna de Levi Vasconcelos no A Tarde, a fim de viabilizar mais vacinas para o Brasil em geral e a Bahia em particular.

Apesar da resistência de alguns, deputados baianos dizem que não veem maiores dificuldades para o projeto de Lira passar.

Veja também

Moro define partido e marca prazo para decidir sobre 2022

Depois de ter a biografia de juiz implacável com corruptos sepultada pelo STF, Sergio Moro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!