terça-feira 18 de maio de 2021
Foto: Reprodução
Home / Mundo / MUNDO / Indonésia encontra fragmentos de submarino desaparecido; embarcação teria explodido
sábado 24 de abril de 2021 às 10:50h

Indonésia encontra fragmentos de submarino desaparecido; embarcação teria explodido

MUNDO, NOTÍCIAS


As autoridades da Indonésia confirmaram neste sábado (24) que o submarino militar desaparecido desde a última quarta-feira (21) com 53 pessoas a bordo afundou.

Avistada mancha de óleo em área onde submarino indonésio desapareceu - Poder Naval - A informação naval comentada e discutida

A Marinha do país asiático disse conforme a agência ANSA, que uma equipe de busca recuperou fragmentos do KRI Nanggala-402, incluindo itens do interior da embarcação, na área em que ele submergiu pela última vez.

Entre os objetos retirados do mar estão um pedaço do sistema de torpedos do submarino, uma garrafa de lubrificante e um tapete de oração – a Indonésia é o país islâmico mais populoso do mundo.

Growing fears for missing out on Indonesian submarine KRI Nanggala 402 as oxygen supply runs out - Techno Trenz

“Nós mudamos o status [do submarino] de desaparecido para afundado”, disse um porta-voz da Marinha. O KRI Nanggala-402 tinha oxigênio suficiente para apenas três dias, prazo que se esgotou neste sábado.

Kabar mengembirakan datang dari kapal Selam Indonesia, KRI Nanggala-402 yang sempat dinyatakan hilang kontak, Rabu (21/4/2021) sekitar pukul 03.00 WIB, sudah bisa dilakukan lagi - AGARA NEWS

As buscas pela embarcação vão continuar, mas a Marinha diz que a profundidade do mar no local das operações – uma depressão de até 700 metros – torna os trabalhos “muito arriscados”.

O submarino desapareceu logo após submergir durante um exercício militar na última quarta-feira, na costa da ilha de Bali. De fabricação alemã, o KRI Nanggala-402 é um dos cinco submarinos da frota indonésia e integra a Marinha do país asiático desde 1981.

Veja também

Citando ‘apartheid de vacinas’, diretor da OMS cobra ação de países ricos

O diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou nesta segunda-feira (17) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!