sexta-feira 29 de maio de 2020
Foto: BBC
Home / CURIOSIDADES / Internação em UTI por coronavírus pode custar quase R$ 15 mil por paciente
terça-feira 7 de abril de 2020 às 08:01h

Internação em UTI por coronavírus pode custar quase R$ 15 mil por paciente

CURIOSIDADES, NOTÍCIAS


Levantamento de Centro Mackenzie de Liberdade Econômica diz ser um tratamento de alto custo

No foco das atenções de autoridades sanitárias, as unidades de terapia intensiva (UTIs) representam, para os casos graves, uma importante ferramenta de cura. Contudo, é um tratamento de alto custo.

Um levantamento da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie e Centro Mackenzie de Liberdade Econômica mostra que, no Sistema Único de Saúde (SUS), o valor da internação pode chegar a R$ 14,7 mil por paciente.

Segundo o estudo, um paciente do SUS internado em UTI clínica médica tem um custo aproximado de R$ 700 por dia. Um um paciente contagiado pelo coronavírus, por exemplo, fica internado de duas a três semanas na unidade de terapia intensiva.

Nos casos graves, a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, pode provocar pneumonia, produzindo um processo inflamatório que atinge os pulmões, fazendo com que os pacientes percam a capacidade respiratória e, portanto, necessitando de suporte ventilatório. Normalmente, esses equipamentos estão disponíveis apenas em leitos de UTI.

O Ministério da Saúde corre contra o tempo para viabilizar a montagem de mais leitos. A principal dificuldade é adquirir aparelhos respiradores.

Segundo o secretário-executivo da pasta, João Gabbardo, o Brasil tem, em média, 2,62 leitos a cada 10 mil habitantes, com um total de 55 mil — número do começo de março.

O estado de São Paulo tem 8.295 leitos (1,81 de taxa) e o Rio de Janeiro, 3.936 (2,28).

Apesar de o número parecer alto, 17 unidades da federação têm mais de 70% do

Investimentos

Atualmente, o Brasil possui cerca de 65 mil respiradores, sendo que pouco mais de 46 mil estão disponíveis em UTIs do SUS.

O MS adquiriu 15 mil respiradores mecânicos, no valor de US$ 13 mil cada, com investimento de R$ 1 bilhão. A empresa tem até 30 dias para entregar os equipamentos no Brasil.

Segundo o Metrópoles, o portal teria entrado em contato com o Ministério da Saúde para a pasta comentasse os dados do levantamento, mas o órgão não se manifestou.

Para não faltar

Entre as medidas para as unidades de UTI brasileiras darem conta do volume de doentes, está o isolamento social. A partir dele, o número de internações fica fracionado e não sobrecarrega a rede de saúde.

“Os governantes, sem dúvida, terão que avaliar custos e benefícios em qual medida adotar: distanciamento social, isolamentos leves, quarentenas, isolamentos horizontais ou verticais e até o lockdown”, explica Vicente Bagnoli, professor da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

s seus leitos de UTI ocupados e indisponíveis para atender casos da Covid-19, segundo o Ministério da Saúde.

Veja também

Rui Costa fala do suposto cancelamento do ano letivo na Bahia

Em transmissão pelas redes sociais, nesta quinta-feira (28), o governador Rui Costa (PT) conversou com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!