domingo 20 de junho de 2021
Foto: Divulgação/Assessoria
Home / NOTÍCIAS / João Roma se articula nos bastidores formando forte grupo político, diz jornal
quarta-feira 9 de junho de 2021 às 07:50h

João Roma se articula nos bastidores formando forte grupo político, diz jornal

NOTÍCIAS, POLÍTICA


O ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), tem se articulado nos bastidores políticos conforme o jornal Tribuna, para tentar agregar novos aliados. No final de semana, Roma recebeu, em sua fazenda em Conceição da Feira, o ex-comandante de Operações da Polícia Militar da Bahia, o coronel da reserva Humberto Sturaro, e o sanfoneiro e cantor Targino Gondim.

Depois do encontro, ambos confirmaram a possibilidade de ser candidato a deputado na eleição do próximo ano. “A minha intenção é permanecer como sanfoneiro do povo, defensor do Rio São Francisco, das mulheres rurais, da agricultura familiar. Eu quero isso com a política. Existe tanta coisa bacana que não tem apoio. Defenderei que o São Francisco seja revitalizado, além de dar atenção à música, claro”, afirmou o sanfoneiro, em entrevista à rádio Metrópole.

Sturaro também falou da possibilidade de entrar na corrida eleitoral em 2022, e sugeriu que pode ser candidato a parlamentar, caso João Roma seja postulante ao governo da Bahia. “Sempre conversei com alguns amigos, principalmente, praças – aqueles do meio para baixo da pirâmide – porque não tentar uma carreira política, já que estou na reserva. Cumpri os meus 36 anos, fui até o último dia da minha gestão. E nós só temos dois representantes legais hoje: o deputado Alden e o deputado Prisco. E nenhum deputado federal. Por que não colocar em prática, através da carreira política, tudo o que almejamos para uma segurança pública dos sonhos? Gostei da ideia, abracei, estudei, procurei conversar com amigos, e vi que não teria base. (…) Aí que surge o ministro João Roma, que sempre vi na sua gestão, hoje no Ministério da Cidadania, como fiel da balança para aquele governo federal que sempre almejamos. E o ministro João Roma sendo uma terceira via para o nosso estado, aí, sim, eu teria uma possibilidade (…). Se o ministro João Roma seguir um caminho (ser candidato a governador), eu irei seguir ao seu lado preparado para as fake news, para os comentários duros, difíceis, críticas tanto construtivas quanto destrutivas. Faz parte. Aí eu teria coragem. Se ele não seguir caminho algum, eu continuarei no mesmo lugar”, pontuou.

Conforme o jornal, Roma não confirma que irá disputar o Palácio de Ondina no próximo ano, mas não tem descartado a hipótese. Em recentes entrevistas, mostrou empolgação com o levantamento do instituto Paraná Pesquisas que o apontou com 15% das intenções de votos. “Foi uma surpresa porque, em nenhum momento, eu me posicionei como candidato e, mesmo assim, tive 15%. Então, não dá para desprezar a última pesquisa, que aponta a importância de um palanque para Bolsonaro na Bahia. Isso não pode ser desprezado”, declarou recentemente. “Não existe vácuo no poder. Se, na Bahia, o PT e ACM Neto rejeitam Bolsonaro, eu vejo possibilidade de representá-lo”, acrescentou.

Especula-se ainda que, caso Roma saia candidato a governador da Bahia, ele pode lançar a esposa Roberta Roma como candidata a deputada federal.

Veja também

Polarização entre Lula e Bolsonaro indica fracasso de lideranças da terceira via

O PSDB marcou suas prévias para as calendas de novembro, num gesto celebrado como exercício …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!