segunda-feira 2 de agosto de 2021
Foto: Reprodução
Home / JUSTIÇA / Justiça decide que presidente nacional de partido só deixará a cadeia se pagar R$ 1 milhão de fiança
sexta-feira 2 de julho de 2021 às 18:36h

Justiça decide que presidente nacional de partido só deixará a cadeia se pagar R$ 1 milhão de fiança

JUSTIÇA, NOTÍCIAS


A juíza também determinou o cumprimento de medidas cautelares, incluindo o uso de tornozeleira eletrônica  e precisará cumprir recolhimento noturno 

A juíza Caroline Figueiredo, substituta da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, aceitou na última quinta-feira (1º) a um pedido da defesa do Pastor Everaldo para revogar a prisão preventiva dele, decretada em setembro pelo STJ. A magistrada determinou, no entanto, que o presidente nacional do PSC só seja liberado após o pagamento de fiança no valor de R$ 1 milhão e o cumprimento de medidas cautelares, incluindo o uso de tornozeleira.

Conforme o jornal O Globo, Everaldo foi preso sob a suspeita de ser um dos líderes de esquemas de corrupção identificados pelo MPF durante o governo de Wilson Witzel no Rio. O caso dele chegou à primeira instância recentemente e teve denúncia aceita em meados de junho. Agora, o líder religioso tem autorização para ser solto por excesso de prazo no tempo de detenção.

Além de pagar fiança milionária e da tornozeleira, Everaldo está proibido de manter contato com outros investigados, de se ausentar do Rio e acessar repartições públicas. Também precisará cumprir recolhimento noturno e de atuar junto às empresas envolvidas no caso, incluindo a Cedae.

Defesa

A defesa de Pastor Everaldo procurou a coluna de Lauro Jardim para informar que considera a decisão correta, mas avalia que houve “excessos na imposição de medidas cautelares, especialmente com relação à fiança”, dado o valor estipulado pela Justiça Federal. Haverá questionamento num pedido de habeas corpus.

Veja também

João Doria quer SP como maior produtor de vacinas da América Latina

Depois da conquista da vacina do Butantan contra a Covid-19, o governador João Doria (PSDB) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!