terça-feira 27 de outubro de 2020
Foto: Reprodução/Instagram
Home / JUSTIÇA / Justiça determina que Flordelis utilize tornozeleira eletrônica e fique em recolhimento domiciliar
sexta-feira 18 de setembro de 2020 às 17:49h

Justiça determina que Flordelis utilize tornozeleira eletrônica e fique em recolhimento domiciliar

JUSTIÇA, NOTÍCIAS


Segundo o Uol, a deputada federal Flordelis (PSD-RJ), denunciada por supostamente ter sido a mandante do assassinato do próprio marido, terá que usar tornozeleira eletrônica. A determinação saiu na tarde desta sexta-feira (18) pela Justiça do Rio de Janeiro.

Além do monitoramento eletrônico, a parlamentar será obrigada a ficar em seu imóvel das 23h às 6h, medida conhecida como recolhimento domiciliar noturno. A intimação será feita em até dois dias.

A Justiça analisou o pedido feito pelo Ministério Público do Rio na sexta-feira passada (11), que lembrou sobre um atentado a bomba denunciado por uma testemunha do crime, ocorrido na madrugada de 4 de setembro. Para o MP, a liberdade plena de Flordelis causa intranquilidade nas testemunhas ouvidas no caso. Outro ponto destacado pelo órgão é que tem sido difícil para a Câmara localizá-la.

A juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, negou o pedido de afastamento imediato de Flordelis da Câmara dos Deputados. Somente por ter imunidade parlamentar é que a deputada não foi presa pela acusação de ser a mandante da morte do pastor Anderson, assassinado a tiros em junho de 2019.

“Nós entendemos que essa medida é desnecessária e arbitrária. A deputada foi intimada e apresentou a defesa no prazo estipulado. A defesa certamente vai recorrer desta decisão. Vamos preparar o recurso cabível assim que formos intimados”, disse a defesa de Flordelis.

A juíza autorizou, na mesma decisão, a transferência de Adriano dos Santos, filho biológico de Flordelis e suspeito de envolvimento no crime, para uma área reservada no Complexo de Gericinó, conjunto de presídios em Bangu, zona oeste do Rio. Ele é apontado pela vítima do atentado à bomba como autor das ameaças.

Veja também

Justiça eleitoral rejeita mais de 10 mil candidaturas

A Justiça Eleitoral analisou o pedido de registro de milhares de candidaturas até esta última …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!