domingo 1 de agosto de 2021
Home / DESTAQUE / Leão diz em entrevista que quer ser governador, não senador
quinta-feira 3 de junho de 2021 às 09:57h

Leão diz em entrevista que quer ser governador, não senador

DESTAQUE, NOTÍCIAS


“É hora do PT ceder a vez para seus aliados. Somos uma aliança que deu certo desde o início”, diz o vice-governador

O vice-governador do estado, João Leão (PP), em entrevista ao Bahia Notícias na tarde desta última quarta-feira (2), relatou uma conversa informal que teve com o deputado federal Paulo Azi (DEM-BA) sobre as eleições de 2022, em que ele teria sido especulado como candidato a senador na chapa de ACM Neto (DEM).

De acordo com Leão, o presidente do Democratas na Bahia teria afirmado que ele seria um bom candidato a senador na chapa de ACM Neto (DEM) ao governo da Bahia. “Eu respondi a ele que não quero ser senador. Quero ser governador”, afirmou o vice de Rui Costa (PT).

Leão ainda comentou as declarações de Ângelo Coronel (PSD), que sugeriu uma aliança entre PP e PSD como alternativa à polarização entre o petismo e o carlismo na Bahia (reveja aqui). Para o vice-governador, o PT não pode ser excluído da coligação, mas precisa abrir espaço na cabeça de chapa para seus dois principais aliados.

“O senador Jaques Wagner tem mais quatro anos de mandato em Brasília, já foi governador por oito anos. O senador Otto foi vice dele. Eu sou vice de Rui. É hora do PT ceder a vez para seus aliados. Somos uma aliança que deu certo desde o início, então não tem porque nos separarmos”, defendeu Leão.

Desde o resultado das eleições de 2020, quando PSD e PP conquistaram, mais de 200 prefeituras as duas legendas e o PT apenas 32 cidades na Bahia, os bastidores políticos comentam a possibilidade dos aliados exigirem a cabeça de chapa nas eleições de 2022. Do outro lado, a oposição anseia por um racha na base aliada, sonhando atrair uma dessas siglas para a chapa de ACM Neto.

Veja também

Francesa é condenada por vender certificados de vacinação falsos

Uma funcionária da Previdência Social da França foi condenada a 18 meses de prisão, dos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!