segunda-feira 12 de abril de 2021
Foto: Reprodução
Home / JUSTIÇA / Marco Aurélio aparece com a cabeça enfaixada em sessão do STF após cirurgia
terça-feira 6 de abril de 2021 às 16:28h

Marco Aurélio aparece com a cabeça enfaixada em sessão do STF após cirurgia

JUSTIÇA, NOTÍCIAS


O ministro Marco Aurélio Mello apareceu com a cabeça enfaixada na sessão desta terça-feira (6) da Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal).

O magistrado afirma que teve que retirar um pequeno carcinoma e que já está tudo bem. O ministro tem 74 anos e irá se aposentar devido à idade em julho, quando completará 75 anos.

“Fui tirar um carcinoma, um cancezinho que não apresenta metástase”, afirmou à Folha.

Em setembro do ano passado, o ministro foi submetido a uma cirurgia no joelho direito em razão de um problema em um dos meniscos. “Ante o que eu tive nesse último período, há um olho grande na minha cadeira, a querem mais cedo”, disse, aos risos.

Flamenguista, inicialmente o ministro disse em tom de brincadeira que a faixa na cabeça se devia a uma disputa de bola aérea com um zagueiro do Madureira, que enfrentou o Flamengo um dia antes pelo Campeonato Carioca.

“Cabeceei a gol e trombei com um jogador do Madureira. Ele tinha a cabeça mais dura do que eu.”

Marco Aurélio participa normalmente dos julgamentos. A sessão ocorre por videoconferência, e o magistrado está em sua casa. Estão na pauta da turma diversos processos, a maioria deles criminal.

No primeiro deles, por unanimidade a Primeira Turma rejeitou habeas corpus do delegado da Polícia Civil do Rio Grande do Sul Omar Sena Abud, que pedia o arquivamento da investigação contra ele por embaraçar investigações de organização criminosa e lavagem de dinheiro.

No último domingo, Marco Aurélio criticou a decisão do ministro Kassio Nunes Marques de liberar a realização de cultos e missas. Na semana passada, em entrevista à Folha, o ministro classificou como “ruim” as trocas do presidente Jair Bolsonaro no Ministério da Defesa e no comando das Forças Armadas.

Veja também

Jaques Wagner diz que ‘momento é inadequado’ para CPI da Covid

O senador Jaques Wagner (PT) não assinou a lista de apoio à criação da CPI …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!