sexta-feira 29 de maio de 2020
Militares iniciaram a produção de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), como máscaras de tecido, toucas e aventais descartáveis Foto: Ministério da Defesa
Home / NOTÍCIAS / Militares produzem máscaras de tecido e de TNT para prevenção contra o coronavírus
quarta-feira 8 de abril de 2020 às 19:10h

Militares produzem máscaras de tecido e de TNT para prevenção contra o coronavírus

NOTÍCIAS


Após a recomendação do Ministério da Saúde sobre o uso de máscaras pela população em geral, algumas organizações militares iniciaram a produção de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), como máscaras de tecido, toucas e aventais descartáveis, para a proteção de suas tropas.

O Parque Regional de Manutenção da 3ª Região Militar do Exército, localizado na cidade de Santa-Maria (RS), é um exemplo de organização que adotou a medida com a produção de cerca de 200 máscaras por dia. “A iniciativa foi visualizada em função das restrições que estamos vendo no País, somado às ações de apoio à Operação Covid-19, onde identificamos que um ponto crítico será os Equipamentos de Proteção Individual”, informou o Coronel André Monteiro Gusmão, diretor do Parque.

Em Curitiba (PR), no Parque Regional de Manutenção da 5ª Região Militar do Exército, também foi implantada a ação. Por meio de estudos técnicos, foram adquiridos insumos para a confecção das máscaras descartáveis de tecido não tecido (TNT) a serem utilizadas pelas tropas empenhadas no apoio às ações de combate à Covid-19.

“A produção teve início, experimentalmente, no dia 2 de abril, com cerca de até 300 máscaras por dia. A estimativa é aumentar para até 600 por dia”, avaliou o Coronel Marcelo Sérgio Cabral, comandante da Organização Militar.

Os material confeccionado segue as recomendações do Ministério da Saúde e estão numa linha de produção acelerada a fim de que todas as tropas as utilizem quando forem empregadas. A princípio, o material tem sido reservado aos militares que estão em missões nas ruas, já que os materiais utilizados são de tecido de algodão ou TNT comum. O objetivo é preservar o material hospitalar, escasso já em muitas regiões, para uso de militares do serviço de saúde.

Máscaras de proteção em acrílico

esta imagem não possui descrição
Militares na produção de máscaras Foto: Ministério da Defesa

Militares da Marinha e do Exército, em Natal, apoiaram na terça-feira (7) o Instituto Senai de Inovação em Energias Renováveis para confeccionar máscaras de proteção em acrílico. O material será doado às instituições que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus, no Rio Grande do Norte. Até o momento, o Instituto está atuando na produção de máscaras com a cooperação voluntária de colaboradores. Os militares receberão a orientação da equipe na confecção das máscaras para ajudar na produção.

Operação Covid-19

O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate à Covid-19. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando Aeroespacial (Comae), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do Governo Federal no enfrentamento à pandemia e recebeu o nome de Operação Covid-19.

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliar a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, podem ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determina a melhor forma de atendimento.

Veja também

Rui Costa fala do suposto cancelamento do ano letivo na Bahia

Em transmissão pelas redes sociais, nesta quinta-feira (28), o governador Rui Costa (PT) conversou com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!