sábado 15 de agosto de 2020
Foto: Bruno Batista/VPR
Home / NOTÍCIAS / Mourão critica proposta de quarentena política a juízes: “Não prospera”
quinta-feira 30 de julho de 2020 às 18:34h

Mourão critica proposta de quarentena política a juízes: “Não prospera”

NOTÍCIAS, POLÍTICA


O vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), criticou nesta quinta-feira (30) a proposta realizada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, de manter juízes e procuradores inelegíveis por oito anos após abandonarem seus cargos públicos. “Você está transformando o magistrado em um cidadão sem direitos políticos”, disse Mourão.

As falas foram proferidas a jornalistas na entrada da vice-presidência, e trecho foi transmitido pela CNN Brasil. Mourão acredita que a proposta pode ter relação com o papel do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, que abandonou 22 anos de magistratura para ser ministro do presidente Jair Bolsonaro. Após desembarcar, fala-se que ele é um possível candidato à presidência em 2022.

“Todo mundo fala que ele seria um candidato viável para 2022, e outros magistrados não têm esse destaque”, afirmou o vice-presidente. “Acho que é o tipo da coisa que está colocada em discussão, mas não prospera, na minha visão”, frisou.

Após a fala de Toffoli, a ideia foi endossada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que disse que o ministro “está certo” e falou em retomar o assunto. “Já existem projetos tramitando na Casa. Acho que esse debate está sendo amadurecido e está perto de chegar a um entendimento de que carreiras de Estado não podem ser usadas como trampolim pessoal”, garantiu.

Atualmente, um juiz que deixa o cargo fica seis meses sem poder se candidatar a cargos eleitos. Existe um prazo de oito anos, mas apenas para aposentadorias compulsórias ou para os magistrados que tenham perdido após algum processo disciplinar.

Veja também

Deputado sugere classes experimentais de ensino hibrido

O deputado Dal (PP) apresentou, na Assembleia Legislativa, o Projeto de Lei nº 23.970/2020, que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!