quinta-feira 1 de outubro de 2020
Foto: Divulgação
Home / NOTÍCIAS / Mulheres em situação de vulnerabilidade recebem 280 kits com alimentos e itens de higiene doados pela Braskem
quarta-feira 16 de setembro de 2020 às 18:06h

Mulheres em situação de vulnerabilidade recebem 280 kits com alimentos e itens de higiene doados pela Braskem

NOTÍCIAS


Duzentos e oitenta kits com alimentos e itens de higiene e limpeza serão doados pela Braskem para instituições que atendem mulheres em situação de vulnerabilidade social. Indicada pela Rede Mulher Solidária, a Associação Educativa e Cultural Didá recebeu 150 kits nesta terça-feira (15), em evento realizado na sede do Corpo de Bombeiros, em Amaralina, com a participação da secretária de Políticas para as Mulheres da Bahia, Julieta Palmeira, e da gerente de Relações Institucionais da Braskem na Bahia, Magnólia Borges. Os produtos também serão entregues, nas próximas semanas, para a Associação Cultural Abolição Capoeira. Os itens serão distribuídos, prioritariamente, para moradoras dos municípios de Camaçari e Dias d’Ávila, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

“Desde o início da pandemia, a Braskem está empenhada em contribuir para mitigar os impactos do novo coronavírus na Bahia. Para isso, atuamos em diversas vertentes, auxiliando as autoridades com doações dos nossos produtos químicos e plásticos para produção de equipamentos de proteção e descartáveis. Também estamos com um olhar atento para as comunidades próximas, promovendo doações de cesta básica e itens de higiene e limpeza para colaborar com o sustento e proteção delas”, pontua Magnólia Borges.

Cada kit Mulher Solidária é composto por gêneros alimentícios (açúcar, feijão, arroz, macarrão, leite em pó, café, flocão de milho, farinha, molho de tomate e óleo) e itens de higiene e limpeza (sabonete, álcool em gel, água sanitária, papel higiênico, creme dental, sabão em pó, embalagens para kit de limpeza).

Desde junho, a Rede Mulher Solidária tem atuado na arrecadação de donativos com o objetivo de minimizar o impacto causado na vida das mulheres pela pandemia da Covid-19. A rede atua na captação de recursos, itens alimentícios e de higiene pessoal e também na mobilização de instituições a fim de garantir a aquisição dos materiais e produtos para compor o Kit Mulher Solidária. Desta vez, a rede indicou as instituições a serem beneficiadas.

A Rede Mulher Solidária é formada pela Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres (SPM-BA), Defensoria Pública (DPE-BA), Tribunal de Justiça (TJ-BA), Ministério Público da Bahia (MP-BA), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz/Bahia), Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB) e Fecomércio por meio da Câmara da Mulher Empresária. Ainda tem o apoio do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), Corpo de Bombeiros e da Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Doações

A Rede atende especialmente às mulheres chefas de família monoparentais, ou seja, aquelas que criam seus filhos e filhas sozinhas. Em Salvador e Região Metropolitana são 38 mil famílias monoparentais em situação de extrema pobreza, segundo estudo realizado em 2018 pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), em parceria com a SPM-BA, a partir de dados do IBGE. Cerca de 30% recebem menos de R$ 178 per capita por mês.

As chefas de famílias monoparentais representam grande parte do contingente de trabalhadoras informais, que estão entre as mais vulneráveis nesse período de pandemia. A Rede Mulher Solidária entende que só a união de esforços e o empenho de governos e sociedade pode minimizar o impacto da pandemia especialmente na vida das mulheres.

Veja também

Kassio Nunes no STF é vitória do centrão, mas alegra petistas

Se o nome do desembargador do TRF-1 Kassio Nunes for de fato indicado por Jair …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!