terça-feira 27 de julho de 2021
Foto: Reprodução
Home / NOTÍCIAS / Na Lava-Jato, Ricardo Barros foi delatado por receber duas vezes propinas do mesmo empreiteiro
sábado 26 de junho de 2021 às 06:35h

Na Lava-Jato, Ricardo Barros foi delatado por receber duas vezes propinas do mesmo empreiteiro

NOTÍCIAS


O deputado Ricardo Barros, o líder do governo Bolsonaro na Câmara, foi desnudado pelo colega Luís Miranda em seu depoimento na CPI da Covid. De acordo com Miranda, ao ouvir o relato de irregularidades na negociação para a compra da vacina indiana, Bolsonaro teria dito:

— Isso é coisa do Ricardo Barros.

Como recordar é viver, este é um bom momento segundo a coluna de Lauro Jardim no jornal O Globo, que relembrou de outra transação heterodoxa que Barros se meteu.

Barros foi um dos protagonistas da delação premiada dos executivos da Galvão Engenharia, homologada em dezembro de 2017 por Edson Fachin.

O ex-presidente da empreiteira Eduardo Queiroz Galvão relatou em detalhes o pagamento de propinas (no plural mesmo, pois foram duas vezes) a Barros.

Os fatos ocorreram em 2011, quando ele era secretário de Indústria e Comércio de Beto Richa, no Paraná. Primeiro, para intermediar a venda de 49,9% da São Bento Energia à estatal paranaense Copel, pediu R$ 1 milhão mais 1,5% do valor total que a Copel aportasse em investimentos na empresa. As conversas para a transação heterodoxa foram feitas na própria sede do PP em Curitiba.

Queiroz Galvão contou, sendo corroborado por seus executivos, que parte desse dinheiro (R$ 300 mil) foi entregue em mãos a Barros numa visita que o hoje líder fez à sede da Galvão, em São Paulo.

Numa segunda oportunidade de negócio, em 2013, o diligente Barros ajudou, ainda segundo o relato que consta da delação, a destravar a venda do restante da São Bento (50,1%) à Copel, quando a Galvão resolveu deixar o setor de energia.

Desta feita, pediu R$ 1,2 milhão para ele e mais 2,5% do valor total da transação, um negócio que saiu por R$ 160 milhões, em doações ao PP do Paraná, do qual, aliás, era o presidente regional.

Veja também

Casa Civil: Ciro Nogueira tem quase 30 anos de Congresso e é considerado um dos parlamentares mais experientes

Novo ministro da Casa Civil, o senador Ciro Nogueira (PP-PI) é considerado em Brasília um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!