domingo 1 de agosto de 2021
Home / NOTÍCIAS / Paraná Pesquisa: Bolsonaro lidera corrida presidencial no RJ; Lula tem maior rejeição
quinta-feira 3 de junho de 2021 às 09:24h

Paraná Pesquisa: Bolsonaro lidera corrida presidencial no RJ; Lula tem maior rejeição

NOTÍCIAS


O presidente Jair Bolsonaro lidera a disputa presidencial em 2022 no estado do Rio de Janeiro. É o que mostra o levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas, sob encomenda do Bahia Notícias.

Em dois cenários distintos em pesquisa estimulada, o atual presidente venceria, deixando em segundo lugar o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT).

No primeiro cenário, Bolsonaro alcança 34,2%, na liderança. Lula (PT) fica em segundo lugar com 30,3% da intenções de voto. Na sequencia, Sérgio Moro com 4,5%, Ciro Gomes (PDT) com 4,1%, Luciano Huck com 3,5%, João Dória (PSDB) atingiu 2,0%, João Amoedo (Novo) e Mandetta (DEM) ambos com 1,9% e Cabo Daciolo com 1,4%. Brancos e nulos com 12,7% e não sabe ou não respondeu com 3,5%.

Em outro cenários, Bolsonaro chegou a 35,2%. Lula atingiu 32,2%. Já Ciro Gomes (PDT) chegou a 5,1%, João Dória (PSDB) com 2,9%, Mandetta com 2,7%, Jão Amoedo (Novo) com 2,3% e Cabo Daciolo alcançou 1,7%. Brancos e nulos chegou a 14% e não sabe ou não respondeu com 3,9%.

A pesquisa também analisou o potencial eleitoral dos candidatos que melhor pontuaram no estado: Jair Bolsonaro e Luis Inácio Lula da Silva (PT). A maior rejeição ficou com Lula, onde 49,5% pontuou que não votaria nele de jeito nenhum para presidente do Brasil.

Bolsonaro teve 27% de aceitação, onde os eleitores opinaram que “com certeza votaria nele para presidente do Brasil”. Já Lula teve 22,2% de aceitação do possível eleitorado.

Foram entrevistados 1530 eleitores, entre 16 anos ou mais em 44 municípios do Rio de Janeiro, durante os dias 28 de maio a 01 de junho de 2021, sendo auditadas simultaneamente à sua realização, 20,0% das entrevistas. O nível de confiança é de 95,0% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2,5% para os resultados gerais.

Veja também

Francesa é condenada por vender certificados de vacinação falsos

Uma funcionária da Previdência Social da França foi condenada a 18 meses de prisão, dos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!