sábado 5 de dezembro de 2020
Foto: Reprodução
Home / NOTÍCIAS / Partidos querem discutir com Bruno Reis sobre secretariado
sexta-feira 20 de novembro de 2020 às 05:09h

Partidos querem discutir com Bruno Reis sobre secretariado

NOTÍCIAS, POLÍTICA


Dois dos principais partidos aliados da campanha vitoriosa de Bruno Reis (DEM) para prefeito de Salvador, PDT e Republicanos aguardam segundo o Bahia Notícias convite do prefeito eleito para discutirem quais espaços terão na gestão do democrata, em meio às articulações para formação do novo secretariado.

Atualmente, o Republicanos comanda as secretarias de Manutenção (Seman) e Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ). De acordo com o presidente estadual da sigla, deputado federal Márcio Marinho, não houve discussão prévia para definir qual espaço a legenda teria na gestão de Bruno Reis.

“Ainda não conversamos porque vencemos o pleito domingo. A forma do nosso grupo fazer política não é prometendo para partido nenhum secretaria A, B ou C. É cantar vitória antes de jogar. Precisamos ganhar para depois ver como vamos participar. O primeiro passo já demos, que foi vencer. Agora, vamos ser chamados para discutir a participação no governo”, disse, em entrevista ao Bahia Notícias.

“Tivemos uma participação muito efetiva na eleição de Bruno Reis, porque a gente já fazia parte da base do prefeito ACM Neto, que sempre prestigiou o nosso partido. Essa vitória toda de Bruno foi a construção de 8 anos de um mandato positivo e a gente fez parte disso. Como a gente já vem participando da administração, vamos continuar tendo participação na gestão do prefeito Bruno Reis”, acrescentou.

Já o presidente estadual do PDT, Félix Mendonça Jr., indicou que não houve acordo para que a legenda compusesse algum cargo na prefeitura. “Se ele [Bruno Reis] nos quiser na próxima gestão, é só aguardar o convite do prefeito eleito. Não há nada discutido sobre espaço ou nada no momento”, ponderou.

O PDT elegeu, junto a Bruno, Ana Paula Matos como vice, numa costura entre Neto e o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, no intuito de garantir o apoio do DEM a Ciro Gomes em 2022 na disputa para presidente da República. Desta forma, o partido migrou da base do governador Rui Costa (PT) para o grupo de apoio do atual prefeito de Salvador, que é presidente do DEM no país.

Atualmente, a pasta tem apenas um secretário: Leo Prates, na Saúde (SMS). Ele, no entanto, iniciou na gestão municipal quando ainda era do DEM. Portanto, não é entra numa eventual cota que o partido possa pleitear.

O BN procurou o presidente estadual do PL, José Carlos Araújo, para discutir sobre o tema. Ele, no entanto, não respondeu as mensagens da reportagem. A sigla é outra que migrou do grupo de apoio de Rui para o de Neto/Bruno.

Mudanças no secretariado

Bruno Reis anunciou na última terça-feira (17) que vai promover alterações na estrutura organizacional na sua gestão em relação à administração de Neto. Ele não deu detalhes, mas o Bahia Notícias apurou que o primeiro a sair deve ser o chefe de gabinete da atual gestão, Kaio Moraes.

Outro que pode sair é o próprio Prates. Com o intuito de voltar ao cargo de deputado estadual na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), há chances de ele ser uma baixa no quadro das secretarias.

" />

Veja também

Geraldo Júnior estaria sendo considerado um dos melhores presidentes da CMS após antecipar 13º salário

Em meio às dificuldades econômicas decorrentes da pandemia do novo coronavírus, o presidente da Câmara …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!