terça-feira 29 de setembro de 2020
Home / NOTÍCIAS / PGE lança cartilha sobre assédio moral e sexual no ambiente de trabalho
segunda-feira 25 de março de 2019 às 15:03h

PGE lança cartilha sobre assédio moral e sexual no ambiente de trabalho

NOTÍCIAS


Como parte das atividades promovidas pelo órgão em alusão ao Dia Internacional da Mulher, a Procuradoria Geral do Estado da Bahia lança a cartilha ‘Assédio Moral e Sexual no Ambiente de Trabalho’, nesta quarta-feira (27), às 15h, no auditório Paulo Spínola, na sede do órgão, no Centro Administrativo,

A publicação visa oferecer aos servidores da Procuradoria informações que possibilitem a identificação de situações que caracterizem tais comportamentos no ambiente de trabalho, bem como as providências cabíveis para garantir a proteção da vítima e a responsabilização do assediador. A obra foi elaborada incorporando conceitos e informações de instituições públicas federais, a exemplo do Ministério Público do Trabalho e do Ministério da Saúde, que tratam da questão e já publicaram estudos sistematizados sobre o tema.

Ainda na ocasião, o grupo de teatro ProcurAtores apresentará o espetáculo ‘Assédio: O que os olhos vêem, o coração sente’. Trata-se de um bate-papo no qual o grupo, através de situações cotidianas, falará ludicamente sobre assédio no ambiente de trabalho e os impactos causados por estes comportamentos na vida das vítimas.

De acordo com o procurador geral do Estado, Paulo Moreno Carvalho, “a PGE, enquanto defensora da ordem jurídica e instituição que contribui na implementação de políticas públicas, acredita ser, também, seu papel debater a questão e combater o assédio moral e sexual no ambiente de trabalho”.

Participarão do evento de lançamento da cartilha todo o corpo funcional do órgão, além de colaboradores, convidados e autoridades que atuam em defesa dos direitos da mulher no Estado da Bahia.

 

Veja também

Quanto ouro ainda há para ser extraído no mundo (e quem tem as maiores reservas minerais)

No mês passado, o preço do ouro atingiu seu recorde, ultrapassando US$ 2.000 a onça …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!