sexta-feira 25 de setembro de 2020
Foto: Divulgação
Home / NOTÍCIAS / Prefeitura de Itaberaba continua trabalho de combate às endemias
sexta-feira 22 de maio de 2020 às 06:16h

Prefeitura de Itaberaba continua trabalho de combate às endemias

NOTÍCIAS


Além das ações de enfretamento ao avanço da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), a Prefeitura de Itaberaba, através da Secretaria Municipal de saúde (Sesau) — por meio da Coordenação de Vigilância em Saúde e da Gerência de Endemias — mantém o Programa de Controle das Arboviroses, provocadas pelo mosquito Aedes Aedypti (transmissor da dengue, zika e chikungunya), em todo o município. Dentre as ações realizadas, destacam-se o Controle Biológico e o Tratamento Focal por busca ativa, além dos atendimentos pelo Disk Dengue que já recebeu cerca de 600 denúncias.

O Controle Biológico é realizado com a distribuição de peixes — predadores com potencial para reduzir a população vetorial ainda em larvas — para serem colocados nos reservatórios de água dos domicílio. Este ano, cerca de 400 imóveis passaram por este tipo de controle. O Disk Dengue (75 99272 1050), por sua vez, recebeu um total de 596 denúncias que resultaram na destruição de 248 focos ativos do mosquito. O Tratamento Focal consiste na visita direta dos Agentes de Combates a Endemias (ACEs) aos domicílios tanto da sede quanto da zona rural do município.

Somente na sede do município, 18.260 domicílios foram visitados, este ano, em 16 bairros de Itaberaba. Segundo a Gerência de Endemias, com base no Levantamento de Índice Rápido (LIRA), cerca de 2,38% dos domicílios do município apresentaram focos do mosquito, o que representa, por outro lado, uma redução de cerca de 53% em relação ao ano anterior. Este ano, o município já recebeu cerca de 334 notificações de pessoas com arboviroses, com 9 casos confirmados pelo Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN) de dengue, zika e/ou chikungunya.

Além destes, as localidades de Duas Irmãs, Guaribas, Vila Santa Helena, Vila Nova, Vale do Progresso e Testa Branca, na zona rural do Itaberaba, também receberam visita dos ACEs. Atualmente, a Gerencia Municipal de Endemias conta com cerca de 26 profissionais atuando ativamente, dentre aqueles que atuam em campo, internamente e na supervisão dos trabalhos.

Itaberaba iniciou, recentemente, a aplicação espacial de inseticidas de Ultra Baixo Volume (UBV), popularmente conhecido como Fumacê, na modalidade Costal em Testa Branca (zona Rural) e na sede, na Rua Doutor Mário Araújo, no Barro Vermelho, na Rua Viriato Sampaio, no Independente. As aplicações a Ultra Baixo Volume são preconizadas para controle do vetor Aedes aegypti somente quando houver necessidade do controle de surtos e epidemias de dengue, conforme estabelecido nas Diretrizes Nacionais para Prevenção e Controle da Dengue.

Veja também

AGU suspende promoção em massa de 606 procuradores da União

A Advocacia Geral da União (AGU) suspendeu nesta última quinta-feira (24) portaria que promoveu em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!