segunda-feira 30 de março de 2020
Home / NOTÍCIAS / Prefeitura de Lauro de Freitas solicita à AL-BA reconhecimento de calamidade pública
quinta-feira 26 de março de 2020 às 04:57h

Prefeitura de Lauro de Freitas solicita à AL-BA reconhecimento de calamidade pública

NOTÍCIAS


Em decorrência da pandemia de coronavírus, a Prefeitura de Lauro de Freitas enviou à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), nesta última quarta-feira (25), em regime de urgência, o pedido de reconhecimento de calamidade pública no município. O documento foi direcionado ao presidente da casa, deputado Nelson Leal, para que tramite no plenário da ALBA.

Apesar das medidas restritivas já adotadas pela gestão desde o início da pandemia no país, o pedido foi encaminhado para que o município consiga fazer frente às necessidades de saúde pública e à assistência social, em razão da emergência com a Covid-19.
Lauro de Freitas já registrou três casos da doença e mais de 70 notificações. Na solicitação, a prefeita Moema Gramacho se refere à proximidade com a capital, onde já foram registrados 52 casos da Covid 19, e com o Aeroporto Internacional, e destaca a velocidade da propagação do vírus.

Desde a primeira notificação em Lauro de Freitas, o município vem atuando na prevenção e no acompanhamento dos casos suspeitos, e já editou sete decretos que estabelecem medidas administrativas e restrições a atividades com potencial de gerar aglomerações e a propagação do vírus. “Todos os nossos esforços e dedicação estão voltados, nesse momento, à saúde da nossa população e à prevenção do coronavirus”.

Moema ressalta ainda que é necessário preparar o sistema de saúde para atender uma demanda acima da capacidade da rede atual e prestar assistência à população que está fazendo o isolamento social, recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e por autoridades sanitárias do país.

Veja também

Defensoria Pública da Bahia emite recomendações para garantir assistência aos catadores de materiais recicláveis

A Defensoria Pública do Estado da Bahia – DPE/BA emitiu recomendações ao município de Salvador …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!