quarta-feira 5 de maio de 2021
Foto: Max Haack/Secom
Home / NOTÍCIAS / Prefeitura fará conceito de intervenção viária inédito em Salvador
quinta-feira 22 de outubro de 2020 às 15:11h

Prefeitura fará conceito de intervenção viária inédito em Salvador

NOTÍCIAS


Quem mora ou passa pelo bairro da Pituba percebe um novo clima no trânsito, que tem como foco principal a segurança viária para pedestres, ciclistas e motoristas. Projeto internacional inédito na cidade, o Região de Trânsito Calmo (RTC) teve as obras entregues nesta quinta-feira (22) pelo prefeito ACM Neto, em conjunto com mais duas outras intervenções concluídas pela Prefeitura na localidade: a nova iluminação em LED, dentro do programa Iluminando Nosso Bairro, e a requalificação asfáltica da Avenida Manoel Dias da Silva.

Também estiveram presentes na ocasião os titulares da Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Luciano Sandes; da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), Fabrizzio Müller; e da Diretoria de Iluminação Pública da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Dsip/Semop), Júnior Magalhães, e imprensa.

Conceito já empregado em países como Reino Unido, Holanda, Alemanha, Estados Unidos, Canadá e Bélgica, o RTC foi desenvolvido pela Transalvador e consistiu em uma série de 28 obras de engenharia viária em pontos estratégicos do bairro. A iniciativa buscou a redução na velocidade do tráfego de veículos e o aumento da segurança de pedestres e ciclistas e, de acordo com o prefeito, deverá também ser aplicada em outros locais da capital baiana.

“Esse projeto vem para mudar a segurança no trânsito em Salvador, diminuindo a velocidade máxima dos carros, aumentando o passeio, dando melhores condições para o pedestre, mudando a sinalização para aumentar a segurança viária, reduzindo a retenção no tráfego e, claro, com o paisagismo para dar mais vida ao local. Já temos outras regiões onde devemos implementar esse projeto e o objetivo é preservar a vida das pessoas, em conjunto com outras ações que estão sendo realizadas pela Prefeitura desde 2013 e que foram reconhecidas até pela Organização Mundial da Saúde (OMS)”, disse ACM Neto.

Intervenções

O conceito de Trânsito Calmo (traffic calming) geralmente é implantado em locais com grande circulação. Nesse sentido, foram criadas na Pituba as chamadas “Áreas 40”, isto é, vias onde a velocidade máxima permitida é de 40 km/h. Essas “zonas acalmadas”, a exemplo da Rua Minas Gerais, receberam redutores, faixas elevadas para travessia de pedestres e avanços de calçadas, entre outros dispositivos que controlam e diminuem a velocidade.

Também houve a reformulação da geometria viária com o objetivo de disciplinar o tráfego em determinadas vias – algumas rotatórias existentes, como as das ruas Amazonas, São Paulo e Ceará, foram readequadas para otimizar o fluxo. Além disso, diversas vias do bairro receberam faixas de compartilhamento entre ciclistas e veículos existentes e regulamentação de estacionamento.

Requalificação asfáltica

Já a Avenida Manoel Dias da Silva, uma das principais vias de tráfego da cidade, recebeu requalificação asfáltica em 3km, incluindo a Rua Visconde de Itaborahy, e investimento de R$1,8 milhão. As ações realizadas através da Seinfra envolveram fresagem e asfalto para nivelar a pista e acabar com os buracos, causados pela ação do tempo, e agora permitem que os motoristas trafeguem com mais conforto, tranquilidade e segurança pela via.

Iluminando Nosso Bairro

Através da Dsip/Semop, o programa Iluminando Nosso Bairro realizou a substituição das luminárias de vapor de sódio por LED em 2,5 mil postes distribuídos em 136 ruas da Pituba. O investimento foi de R$2,8 milhões de reais, proporcionando iluminação mais moderna, eficiente e com maior economia para os cofres municipais. “Até o fim deste ano, a intenção é modernizar 80% do parque de iluminação de Salvador, o que significa 75 mil pontos novos em LED”, pontuou ACM Neto.

Veja também

Deputado federal do PP pede interdição de Bolsonaro: ‘Grave doença mental’

Após o presidente Jair Bolsonaro culpar a China por ter, segundo ele, “criado” a Covid-19 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!