quinta-feira 5 de agosto de 2021
Foto: Reprodução/PT
Home / NOTÍCIAS / Presidente do PT na Bahia evita troca de farpas públicas com Cibele e diz que prioridade do partido é 2022
quinta-feira 4 de fevereiro de 2021 às 05:01h

Presidente do PT na Bahia evita troca de farpas públicas com Cibele e diz que prioridade do partido é 2022

NOTÍCIAS, POLÍTICA


“Manda a boa tradição petista que o nosso debate é feito internamente, e não pela imprensa”. Foi assim que o presidente estadual do PT, Éden Valares, respondeu ao recado enviado pela prefeita de Rafael Jambeiro, a também petista, Cibele Carvalho.

Segundo o Bahia Notícias, a reclamação pública de Cibele tem como plano de fundo as tratativas para a confirmação da candidatura dela a presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB).

Mesmo reunindo apoios em uma plataforma virtual, sobretudo de deputados da base governista, Cibele ainda aguarda a decisão final do PT. Em reunião realizada na noite desta quarta-feira (3), o partido confirmou a manutenção dos três nomes que disputam uma possível candidatura petista: a própria Cibele; o prefeito de Amargosa, Julio Pinheiro, e o prefeito de Miguel Calmon, Cacá. O encontro reuniu 20 prefeitos. Cibele não participou, mesmo tendo sido convocada.

Apesar de reunir apoios e enfatizar cobranças de celeridade ao PT, o que se percebeu na reunião é que Cibele deixou de lado um ponto fundamental, que é buscar apoio e articulação juntos aos colegas prefeitos. Um participante do encontro, sob condição de anonimato, garantiu que o movimento de Cibele de “correr por fora”, gerando uma espécie de pressão no partido, não agradou aos pares. Sobrou até para o presidente estadual, que foi questionado por não “barrar” a condução da ex-secretária.

O encontro final decidiu por encaminhar uma audiência com o governador Rui Costa (PT), a qual deverá ocorrer nesta quinta-feira (4).  Com presença de uma comissão do PT – formada por Éden Valadares; Julio Pinheiro, Cacá, Mara Rios, prefeita de Muquém do São Francisco; Valcyr, prefeito de Pintadas, e André, prefeito de Queimadas – , a reunião deve direcionar diálogo, também intermediado pelo governador, com Zé Cocá (PP), prefeito de Jequié e candidato à presidência da entidade, e Eures Ribeiro, prefeito de Bom Jesus da Lapa e atual presidente da UPB.

Para o PT, no entanto, a UPB não é a prioridade. “A nossa prioridade é garantir a manutenção da unidade da base aliada e manter o protagonismo em 2022”, aponta Éden Valadares.

Uma fonte próxima à cúpula do governo garantiu que o próprio governador chamou para si a responsabilidade de dialogar com cada um dos candidatos da base, com a finalidade de garantir o melhor desenho para grupo. “Os prefeitos têm autonomia, mas o que cabe ao governador é conversar com cada um, apontar os cenários e contribuir para a boa condução do processo. Pela liderança que é, ele [governador] tem um posicionamento que deve ser considerado”, afirmou.

Na manhã desta quarta-feira (3), Cibele declarou a existência de um sentimento de “frustração” em relação ao comportamento do partido. “O PT perdeu o timing da discussão”, taxou. Acrescentou ainda uma crítica direta ao presidente da sigla no estado: “Da forma como o PT está sendo conduzido por Éden Valadares, o partido está se apequenando”. Ela prometeu que anteciparia o assunto em um encontro com Rui Costa (PT) marcada para a tarde.

Veja também

Confira os critérios e protocolos estabelecidos pelos ministérios da Educação e Saúde para retorno seguro às aulas

As recomendações seguem os protocolos atendendo condições necessárias para a segurança de alunos e profissionais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!