quarta-feira 5 de maio de 2021
Fotos: Paula Fróes/GOVBA
Home / NOTÍCIAS / Rui Costa faz visita às obras de extensão do metrô
segunda-feira 26 de outubro de 2020 às 12:40h

Rui Costa faz visita às obras de extensão do metrô

NOTÍCIAS


As obras do tramo 3 da Linha 1 do Metrô de Salvador seguem em ritmo intenso e foram vistoriadas pelo governador Rui Costa, na manhã desta segunda-feira (26). A intervenção, que vai levar o modal a Águas Claras e ainda garantir duas novas estações e mais 4,66 quilômetros de extensão ao sistema metroviário, está orçada em R$ 424,6 milhões e tem previsão de conclusão para junho de 2022.

“São praticamente mais cinco quilômetros de extensão de metrô. Teremos a estação que vai atender essa região conhecida como região da Brasilgás, integrando também o acesso para Pirajá, um terminal de ônibus para facilitar o embarque das pessoas, e a nova estação rodoviária, cuja obra deve começar agora em novembro. Os três estarão no mesmo nível, com acessibilidade garantida. A intervenção está empregando um pouco mais de 600 pessoas”, destacou o governador.

Executadas pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado (Sedur), as obras estão acontecendo entre os quilômetros 616 e 622 da BR-324. Além da estação de Águas Claras, que será integrada ao novo Terminal Rodoviário de Salvador, o governo estadual vai construir uma outra, em Campinas de Pirajá.

“Conseguimos resolver os principais gargalos e a obra deve seguir de maneira muito rápida daqui por diante. Essa intervenção deve coincidir com a conclusão da nova rodoviária, tornando o metrô um meio importante de se chegar a essa região”, explicou o titular da Sedur, Nelson Pelegrino.

Atualmente, a CCR Metrô Bahia, concessionária responsável pelo sistema, opera duas linhas, com 33 quilômetros de extensão, 20 estações, 8 terminais de integração com ônibus, frota de 40 trens, sendo cada um com quatro carros. O sistema, que emprega diretamente 1.500 colaboradores, transporta quase 400 mil passageiros por dia.

Veja também

Deputado federal do PP pede interdição de Bolsonaro: ‘Grave doença mental’

Após o presidente Jair Bolsonaro culpar a China por ter, segundo ele, “criado” a Covid-19 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!