terça-feira 20 de outubro de 2020
Foto: Arquivo / #Acesse Política
Home / POLÍTICA / Teobaldo Costa faz desabafo sobre demissão de 700 professores em Lauro
sábado 14 de dezembro de 2019 às 12:21h

Teobaldo Costa faz desabafo sobre demissão de 700 professores em Lauro

POLÍTICA


Teobaldo Costa, presidente do Grupo Atakarejo, fez um longo desabafo sobre as demissões que ocorreram na prefeitura de Lauro de Freitas.

Segundo informações recebidas pelo #Acesse Política, cerca de 700 profissionais da educação, contratados sob o Regime Especial de Direito Administrativo (REDA) foram demitidos na sexta-feira (13). De acordo com a informação, os servidores foram demitidos sem nenhum aviso anterior, antes do fim do contrato e antes do término do ano letivo.

Leia o desabafo:

Lauro de Freitas está entre as 10 maiores cidades da Bahia em população, arrecadação e PIB, mas ocupa 227a posição em taxa de escolaridade e a 198a no IDEB do ensino fundamental. E o que a prefeitura faz para melhorar esse quadro? Demite mais de 700 funcionários entre professores, merendeiras, auxiliares de limpeza e vigilância, sob a argumentação de falta de recursos.

Mais uma mostra dos efeitos nefastos de uma administração sem planejamento, populista, preocupada apenas com a política eleitoreira, sem compromisso com a educação. São 4.723 alunos na pré-escola e 27.243 no ensino fundamental sem direito a uma escola de qualidade, aumentando mais ainda o fosso social que separa pobres e ricos, para alimentar essa cruel política clientelista, travestida de social, mas com as piores práticas.

Não há creches em quantidade mínima, não há escolas em tempo integral, falta professores, falta conservação, falta investimento. E sobra politicagem, cargos para aliados políticos, para partidos, para cabos eleitorais, isso tudo às custas da educação. São 700 profissionais que não irão passar suas férias descansando e planejando como podem contribuir para a melhora do ensino no próximo ano, sendo motivados e reciclados. São 700 profissionais que, ao contrário, foram demitidos às vésperas do Natal. Isso é inaceitável. Isso é revoltante. Não se faz educação dessa maneira, não se faz gestão dessa forma.

A ausência de planejamento e a falta de prioridade nas áreas essenciais, como educação e saúde, constroem nossa tragédia cotidiana, sobre a qual não podemos silenciar. Isso rouba esperanças, isso destrói o futuro. Isso é muito sério. A cidade não merece isso. As crianças não merecem isso. Em qual realidade vive essas pessoas? Será que não tem um mínimo de sensibilidade? De compaixão? Será que perderam a noção de responsabilidade?

Não podemos aceitar medidas assim passivamente. Temos que nos mobilizar, temos que pressionar, temos que alertar autoridades, órgãos de controle, tudo que possa ajudar a estancar esse absurdo. E mais que tudo, precisamos nos unir contra essa forma de fazer política, contra esse tipo de gestão que só existe no discurso e na retórica. Precisamos nos unir para empreender um projeto de transformação de Lauro de Freitas, capaz de resgata nossa cidade, de devolver dignidade ao serviço público. Já deu. Esgotamos toda a paciência. A educação precisa passar por uma revolução de qualidade, para salvar vidas, para reacender esperança, para garantir oportunidades. Não dá mais para esperar. Não dá mais para aguentar. Basta.

Teobaldo Costa

Veja também

Paraná Pesquisas: Bruno Reis amplia vantagem e atinge 52% em Salvador

O vice-prefeito Bruno Reis (DEM) aparece na liderança das intenções de voto na pesquisa divulgada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!