sábado 15 de agosto de 2020
Foto: Reprodução
Home / POLÍTICA / União das mulheres e parlamentares negras é defendida em webinário
quinta-feira 30 de julho de 2020 às 09:19h

União das mulheres e parlamentares negras é defendida em webinário

POLÍTICA


O webinário sobre a luta das mulheres negras nos espaços de poder, ocorrido na tarde desta última terça-feira (28) e transmitido ao vivo pela TV Câmara Salvador (canal aberto 61.4), foi marcado pela troca de experiências e vivências políticas. A discussão também demostrou que é consenso a necessidade de união das mulheres e parlamentares negras para enfrentar o pós-pandemia e manter a luta contra o racismo.

Conduzido pela vereadora Marta Rodrigues (PT), o debate – que teve momentos de música e berimbau – contou com a participação da deputada na Assembleia Portuguesa, a guineense nacionalizada em Portugal, Joacine Katar.

Marta explica que o webinário buscou transversalizar o debate de raça e gênero, expor as dificuldades enfrentadas pelas mulheres negras nos espaços políticos (incluindo racismo estrutural e fakenews para diminuir e cancelar suas candidaturas) e mostrar como a baixa representatividade é um sinal da fragilidade da democracia.

As participantes declararam ser fundamental que a luta contra o racismo e a resiliência das mulheres negras sirvam de exemplo para toda a sociedade, criando redes e plataformas digitais de aproximação, troca de projetos, experiências e ideias.

A vereadora Marta relatou experiências na Câmara de Salvador e lembrou que no Brasil, das cerca de 57 mil cadeiras nos legislativos municipais, apenas 2,8 mil são ocupadas por pretas e pardas.

A pedagoga Renilda de Oliveira, coordenadora do Papo de Mulher (Associação das Mulheres da Luta Antimanicomial), destacou sua trajetória como usuária do Centro de Assistência Psicossocial (Caps) e conclamou que os poderes públicos invistam na saúde mental da população negra.

“Em Salvador, a maioria dos usuários dos Caps é negra. As mulheres são submetidas a todo tipo de violência, social, racial, violência doméstica e precisamos cuidar da saúde mental delas e ter o auto cuidado e o cuidado coletivo”, disse.

Música e homenagens

O webinário sobre a luta das mulheres negras nos espaços de poder também foi marcado por momentos de emoção, descontração e arte. Formada em Letras e Artes, a cantora Nane Peruna fez uma surpresa para a guineense Joacine Katar, que aniversariou um dia antes do encontro (27 de julho). Ela cantou a música “Canto de Nanã”, também em homenagem ao Dia dos Avós, comemorado no último domingo (26).

Joacine Katar, que se diz umbilicalmente ligada à Salvador e à Bahia, diz que Nanã é sua orixá regente. “Me emociona muito este encontro. Sempre que estou com as mulheres negras de Salvador é como se fosse uma recarga de força e oxigênio”, contou.

Para a cantora Nane Peruna, o webinário trouxe momentos essenciais para todas as mulheres negras, que são a troca de vivências, experiências e exposição da resiliência de cada uma em rodas de conversação.

A professora de capoeira e empreendedora Ana Cláudia, conhecida como Negona, levou um pouco do seu berimbau e da capoeira como instrumento de mudança social e de empoderamento das mulheres negras.

Coordenadora do Instituto Eu Capoeira, em São Cristóvão, Ana se emocionou ao relatar ser avó e falou sobre a importância de estar resiliente e resistente com a “força e o oxigênio” de todas as mulheres negras. Também presente ao webinário, a assistente social Tânia Nogueira,que integra o Movimento de Mulheres, ressaltou que diálogos como esses “são fundamentais e preciosos”.

Veja também

Em Serrinha empresário oficializa pré-candidatura a prefeito com apoio do PT

O empreendedor Vardinho Serra oficializou na última quarta-feira (12) a pré-candidatura a prefeito de Serrinha …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!