sexta-feira 30 de outubro de 2020
Home / CURIOSIDADES / De 2012 a 2020, a política brasileira virou de ponta-cabeça; veja o que mudou para as figuras do poder
terça-feira 13 de outubro de 2020 às 16:45h

De 2012 a 2020, a política brasileira virou de ponta-cabeça; veja o que mudou para as figuras do poder

CURIOSIDADES, DESTAQUE, NOTÍCIAS


Confira os principais nomes que dominavam a política no Brasil há oito anos e o que aconteceu com cada um deles

Nesta excelente reportagem da Folha de S. Paulo, os leitores irão relembrar como foi a década. Foi até menos de uma década, mas que década, viu. Se em outubro de 2012 alguém falasse que dois políticos inexpressivos do baixo clero —o bololô de parlamentares sem nenhum capital político nacional— da Câmara dos Deputados e um terceiro que não havia conseguido receber nem 3% dos votos para prefeito do Rio iriam, oito anos depois, estar no comando da Presidência da República e do Congresso, quem acreditaria?

Outubro de 2012, ano de eleições municipais, como o atual, mal sabia que apenas oito meses de distância o separava de um protesto contra 20 centavos de aumento na passagem de ônibus que se transformaria na maior convulsão popular de rua da história do país.

Para muitos, o Brasil virou de ponta-cabeça a partir dali. Para alguns, em 2012 é que de ponta-cabeça estávamos.

Veja abaixo os principais nomes que dominavam a política no Brasil há oito anos e o que aconteceu com cada um deles. E também o inverso: o que eram há oito anos os políticos e temas que atualmente estão na crista da onda.

QUEM ERA QUEM NO TABULEIRO DA POLÍTICA NACIONAL E EM QUE ELES SE TRANSFORMARAM NOS DIAS DE HOJE

DILMA ROUSSEFF (PT)

O que fazia em 2012 Presidente da República em primeiro mandato, gozava do auge da sua popularidade, 62%

O que aconteceu Em um processo de corrosão política que teve como algumas das principais causas a deterioração das contas públicas e a Lava Jato, sofreu impeachment em 2016 e não conseguiu ser eleita ao Senado em 2018

MICHEL TEMER (MDB)

O que fazia em 2012 Vice-presidente. Conseguiu unir o partido e demonstrava lealdade ao PT e à presidente nas eleições municipais. Tentava, com isso, afastar pretendentes à vaga de vice na reeleição da petista, em 2014

O que aconteceu Rompeu com Dilma no momento em que desmoronava o apoio político a ela. Assumiu o poder em 2016, enfrentou o escândalo da JBS e duas denúncias que quase lhe custaram o cargo. Com popularidade pífia, nem tentou a reeleição. Chegou a ser preso em 2019 em ação da Lava Jato do RJ

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA (PT)

O que fazia em 2012 Principal líder político do país, deixou o poder com 83% de aprovação, fez a sucessora e era eminência parda do governo, mesmo fora dele

O que aconteceu Condenado na Lava Jato em segunda instância pelo caso do tríplex do Guarujá (SP), ficou 580 dias preso, tendo sido solto em novembro de 2019. Está impossibilitado de ser candidato, enquadrado na Lei da Ficha Limpa

EDUARDO CAMPOS (PSB)

O que fazia em 2012 Já dava sinais claros de descolamento do PT, o que o levaria à candidatura à Presidência em 2014

O que aconteceu Morreu em um acidente aéreo em ago.2014, dois meses antes da eleição

MARINA SILVA (REDE)

O que fazia em 2012 A ex-petista se cacifara como terceira via em 2010. No ano seguinte, deixou o PV e iniciou a jornada para montar seu próprio partido, a Rede, que teve o registro formalizado pelo TSE em 2015

O que aconteceu Não conseguindo montar a Rede a tempo, se aliou a Campos em 2014 e assumiu a cabeça de chapa após a morte dele. Terminou novamente em terceiro. Sua maior derrota, porém, ocorreu em 2018, quando ficou em oitavo na disputa pelo Palácio do Planalto, com apenas 1 milhão de votos (1% dos votos válidos)

AÉCIO NEVES (PSDB)

O que fazia em 2012 Principal nome da oposição, o senador de MG pavimentava sua candidatura presidencial. Acabou fortalecido pela derrota de José Serra, seu concorrente interno, na disputa à Prefeitura de São Paulo

O que aconteceu Derrotado em um apertado segundo turno em 2014, foi um dos principais líderes da condução do impeachment de Dilma em 2016. Gravação em que negocia recebimento de R$ 2 milhões da JBS corroeu seu capital político e lhe custou também o controle do partido. Foi eleito deputado federal em 2018

GERALDO ALCKMIN (PSDB)

O que fazia em 2012 Governador de SP eleito no 1º turno em 2010, se reergueu depois da derrota para Lula em 2006 e do vexame de não ir nem ao 2º turno na corrida pela Prefeitura de São Paulo em 2008

O que aconteceu Reeleito governador de SP, e com o enfraquecimento político de Serra e Aécio, foi novamente candidato à Presidência em 2018, com uma ampla coligação de apoio, mas não escapou à onda antipolítica: terminou em 4º lugar, com menos de 5% dos votos válidos. No final de 2019 começou a dar dicas de saúde na TV

JOSÉ SERRA (PSDB)

O que fazia em 2012 Um dos nomes históricos do PSDB. Foi derrotado por Fernando Haddad (PT) na disputa municipal da capital paulista

O que aconteceu Eleito senador em 2014, assumiu as Relações Exteriores na gestão Temer, mas deixou o cargo em 2017 por problemas de saúde. Alvo de denúncia da Lava Jato de SP, virou réu, mas Toffoli, do STF, suspendeu as investigações que o afetavam

FERNANDO HENRIQUE CARDOSO (PSDB)

O que fazia em 2012 A imagem do seu governo não era das melhores. O principal candidato do partido naquele ano, José Serra (São Paulo), evitava a vinculação

O que aconteceu Perdeu espaço com a ascensão de João Doria, hoje principal nome dos tucanos para a eleição presidencial em 2022

MARCO MAIA (PT)

O que fazia em 2012 Presidente da Câmara dos Deputados

O que aconteceu Após deixar o comando da Câmara, no início de 2013, não teve mais nenhuma atuação de destaque no cenário político nacional. Em 2018, não conseguiu se reeleger deputado federal

JOSÉ SARNEY (MDB)

O que fazia em 2012 Presidente do Senado, um dos principais caciques políticos do século 20

O que aconteceu Em dez.2014 subiu à tribuna do Senado para seu último discurso e se disse o parlamentar mais longevo do país. Seu clã político perderia enorme poder com as vitórias de Flávio Dino (PC do B) no Maranhão em 2014 e 2018

SÉRGIO CABRAL (MDB)

O que fazia em 2012 Governador do RJ. Era um dos principais nomes nacionais do MDB, cotado inclusive para a Presidência ou vice, futuramente. Já convivia com alguns escândalos, entre eles a chamada farra dos guardanapos

O que aconteceu Passou paulatinamente a figurar na lista de implicados na Lava Jato, assumindo papel de protagonismo no escândalo. Está preso desde 2016 e é alvo de mais de uma dezena de condenações

GUIDO MANTEGA (PT)

O que fazia em 2012 Ministro da Fazenda. No cargo havia seis anos, o petista era um dos principais nomes da ala econômica do partido

O que aconteceu Se tornaria o mais longevo titular da economia, deixando o cargo em 2014 na guinada econômica de Dilma após a reeleição. Se tornou alvo da Lava Jato. Em 2019, a Justiça negou pedido de prisão, mas determinou que ele usasse tornozeleira eletrônica


O QUE FAZIAM E ONDE ESTAVAM OS PRINCIPAIS NOMES DA POLÍTICA NACIONAL HOJE

JAIR BOLSONARO (SEM PARTIDO)

Quem é hoje Presidente da República

O que fazia em 2012 Deputado federal no quarto mandato consecutivo, não tinha expressão política na Câmara, mas já dava os passos, em especial nas redes sociais, em direção a nichos —oposição ao PT, aos direitos humanos e às minorias— que o transformaram em 2014 no deputado mais votado do RJ, com 465 mil votos

HAMILTON MOURÃO (PRTB)

Quem é hoje Vice-presidente da República

O que fazia em 2012 Era vice-chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército. Dois anos depois, assumiu o Comando Militar do Sul, cargo do qual foi exonerado em 2015 após fazer críticas à então presidente Dilma

JOÃO DORIA (PSDB)

Quem é hoje Governador de São Paulo e um dos nomes cotados para a disputa à Presidência em 2022

O que fazia em 2012 undador do Lide, grupo de empresários ávidos por relacionamentos com a política, trocaria os negócios pela política em 2016, ao ser eleito prefeito de São Paulo. Cresceu no PSDB pelas mãos de Alckmin, com quem rompeu posteriormente e de quem ouviu o termo “traidor” em uma reunião interna

CIRO GOMES (PDT)

Quem é hoje Ex-governador e terceiro colocado na disputa à Presidência em 2018

O que fazia em 2012 Sem mandato, seria nomeado no ano seguinte pelo irmão, Cid Gomes, como secretário de Saúde do Ceará

LUCIANO HUCK

Quem é hoje Apresentador da TV Globo, cotado para a disputa à Presidência em 2022

O que fazia em 2012 Apresentador de TV. Ensaiaria uma possibilidade real de se candidatar à Presidência em 2018, mas acabou desistindo

SERGIO MORO

Quem é hoje Ex-juiz responsável pela Lava Jato, ex-ministro da Justiça de Bolsonaro e cotado para a disputa à Presidência em 2022

O que fazia em 2012 Juiz federal que havia se destacado na década anterior no caso Banestado, que tratava de crimes financeiros e lavagem de dinheiro, auxiliava a ministra Rosa Weber, do STF, no julgamento do mensalão

FERNANDO HADDAD (PT)

Quem é hoje Ex-ministro da Educação, ex-prefeito de São Paulo e segundo colocado na disputa presidencial de 2018

O que fazia em 2012 Lançado e bancado por Lula, se assumiu como o “segundo poste” do ex-presidente e foi eleito prefeito de São Paulo em 2012, derrotando Serra

FLÁVIO DINO (PC DO B)

Quem é hoje Governador do Maranhão, desbancou o clã Sarney no estado e é um dos principais nomes da esquerda

O que fazia em 2012 Derrotado na eleição ao Governo do Maranhão em 2010, presidia a Embratur

DAVI ALCOLUMBRE (DEM)

Quem é hoje Presidente do Senado

O que fazia em 2012 Deputado federal no terceiro mandato, não tinha expressão política nacional e compunha o chamado “baixo clero” da Câmara

RODRIGO MAIA (DEM)

Quem é hoje Presidente da Câmara dos Deputados

O que fazia em 2012 Candidato a prefeito do Rio, tendo como vice Clarissa Garotinho, não alcançou nem 3% dos votos válidos

PAULO GUEDES

Quem é hoje ​Ministro da Economia

O que fazia em 2012 Empresário do mercado financeiro

Veja também

Prefeito de Correntina sofre representação no MP-BA

Na sessão desta quinta-feira (29), realizada por meio eletrônico, os conselheiros do Tribunal de Contas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!