segunda-feira 2 de agosto de 2021
João Leão e a prefeita Foto: Divulgação
Home / NOTÍCIAS / Vice-governador João Leão participa de cerimônia de transferência simbólica da capital baiana para Cachoeira
sexta-feira 25 de junho de 2021 às 16:05h

Vice-governador João Leão participa de cerimônia de transferência simbólica da capital baiana para Cachoeira

NOTÍCIAS, RECÔNCAVO BAIANO


O vice-governador e secretário do Planejamento, João Leão (PP), participou da cerimônia em comemoração pela luta da Independência da Bahia no Brasil representando o governador Rui Costa (PT), que teve seu início na cidade de Cachoeira. A transferência de Salvador para Cachoeira como capital da Bahia por um dia acontece desde 2007, sob a lei 10.695/07. A cerimônia foi realizada na Câmara Municipal de Cachoeira, nesta sexta-feira (25). Nesta data, a capital do estado é transferida simbolicamente para a cidade do recôncavo baiano. Foi em Cachoeira que se iniciou o movimento que culminou na Independência da Bahia no Brasil, comemorada em 2 de julho.

João Leão ressaltou a contribuição histórica da cidade. “Cachoeira é a representação da nossa Bahia livre e independente. Estamos aqui hoje em reconhecimento à contribuição dessa cidade para garantir a nossa liberdade e conquista da independência do nosso povo. Ao longo do tempo, Cachoeira se mantém como polo importante da nossa história e cultura, caracterizando-se como referência para toda a região do recôncavo baiano”.

A secretária de Cultura do Estado, Arany Santana, participou do evento de forma virtual e lembrou a importância do movimento realizado em Cachoeira em prol da independência. “Celebrar a independência do Brasil na Bahia é celebrar a capacidade de resistência do nosso povo, seu espírito democrático e sua luta contra a tirania. É a celebração de uma cultura libertária, visto que foi no recôncavo baiano que partiram as tropas baianas que libertaram a Bahia e o Brasil do colonialismo português. Nesse momento tão difícil que estamos vivendo no Brasil e em Cachoeira, é necessário celebrar a liberdade, em especial a liberdade feminina”.

“Hoje é um dia histórico para os cachoeiranos. Nossa cidade teve um papel fundamental na independência da Bahia e do Brasil. E após quase dois séculos, travamos outra batalha. Hoje a luta é pela reconstrução da nossa cidade”, afirmou a prefeita Eliana Gonzaga.

Dia 25 de junho

Em junho de 1822, os cachoeiranos assumiram a liderança do movimento que deflagrou a guerra pela Independência da Bahia, após terem reagido às investidas de militares portugueses que tentavam sitiar a vila com o objetivo de sufocar a mobilização popular contra a dominação colonial.

No dia 25 de junho daquele ano, vereadores reunidos no prédio da Câmara redigiram uma ata aclamando D. Pedro de Alcântara, príncipe regente perpétuo do Brasil, com o povo em marcha pelas ruas da então Vila de Nossa Senhora do Rosário do Porto da Cachoeira. Pelos feitos heróicos de seu povo, o imperador D. Pedro I, em 1837, elevou a antiga vila à categoria de cidade, com a denominação de Heróica Cidade da Cachoeira.

“É uma honra participar do ato de transferência da sede do governo da Bahia para o município de Cachoeira ao lado da prefeita Eliana Gonzaga, dos vereadores Progressistas Florisvaldo Mag e Nelmar Carvalho. Também presente o presidente municipal do Progressista de Salvador, Joca Soares e virtualmente nossa ilustre secretaria estadual de Cultura Arany Santana. Cachoeira é uma importante cidade turística e cultural do nosso estado e me sinto muito feliz em participar deste momento”, escreveu Leão em sua rede social.

Veja também

Alexandre Aleluia deve disputar uma cadeira para Câmara dos Deputados

O vereador Alexandre Aleluia (DEM) tem dito conforme a coluna Raio Laser, que disputará as …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!