terça-feira 27 de julho de 2021
Foto: Divulgação/PR
Home / DESTAQUE / Ala antibolsonarista do STF comemora indicação de André Mendonça
terça-feira 13 de julho de 2021 às 06:32h

Ala antibolsonarista do STF comemora indicação de André Mendonça

DESTAQUE, JUSTIÇA, NOTÍCIAS


A indicação de André Mendonça para substituir o ministro Marco Aurélio Mello no STF foi de acordo com a coluna de Malu Gaspar alvo de discreta comemoração entre ministros do grupo formado por Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Edson Fachin e o próprio Marco Aurélio.

Esses ministros, que normalmente se posicionam contra causas bolsonaristas e deram decisões favoráveis à Lava Jato, torciam conforme a colunista Malu Gaspar por Mendonça nos bastidores. Consideravam que o Advogado-Geral da União é o “menos pior” entre os candidatos que tiveram seus nomes divulgados por interlocutores de Jair Bolsonaro e pelo próprio Flávio, filho 01 do presidente: o ministro do STJ Humberto Martins e o procurador-geral da República, Augusto Aras.

Mas, enquanto Mendonça não foi confirmado, eles evitavam até mesmo conversar sobre o assunto com outras pessoas, para que sua torcida não prejudicasse a intenção de Bolsonaro de indicar Mendonça, o ministro “terrivelmente evangélico” que Bolsonaro prometeu aos fiéis.

Leia também: Se depender de Alcolumbre, indicação de André Mendonça para o Supremo só sai em agosto

A preferência por Mendonça tinha a ver com o fato de que os ministros consideravam que Martins e Aras seriam excessivamente benevolentes com a classe política, especialmente com os do Centrão. Eles apostam que, mesmo sendo um defensor ferrenho do presidente da República, Mendonça ainda é sensível à pauta anticorrupção e não seria leniente com esses mesmos políticos.

Por essa mesma razão, Mendonça ainda enfrenta resistências no Senado, onde ganhou o apelido de “Fachin do Bolsonaro”. É uma referência ao fato de que Edson Fachin foi indicado por Dilma, enfrentou resistências no Senado e, uma vez nomeado, deu decisões favoráveis à Lava Jato no STF.

Veja também

Três ministros de Bolsonaro receberam cada um no último mês mais de R$ 100 mil de salário

Assim como o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, outros generais da reserva que ocupam …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!