sábado 19 de junho de 2021
Foto: Reprodução/G1
Home / NOTÍCIAS / Após briga pública com Marinho, Guedes vai a churrasco no Alvorada
domingo 4 de outubro de 2020 às 09:50h

Após briga pública com Marinho, Guedes vai a churrasco no Alvorada

NOTÍCIAS


O ministro da Economia, Paulo Guedes, foi um dos convidados para um churrasco promovido neste último sábado (3) pelo presidente Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada, segundo confirmou sua assessoria de imprensa. O encontro acontece um dia depois da briga pública entre Guedes e o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. De acordo com a assessoria de Marinho, ele foi convidado para o almoço, mas permaneceu em São Paulo.

A troca de acusações na sexta-feira expôs mais uma das divergências no governo em torno do Renda Cidadã, o programa social que o presidente Jair Bolsonaro quer criar depois do fim do auxílio emergencial concedido durante a pandemia da covid-19. A tensão aumentou no governo e há expectativa de que o presidente Bolsonaro se posicione em relação à disputa em entre os seus dois ministros.

Ex-auxiliar de Guedes, Marinho é hoje um dos ministros mais próximos de Bolsonaro e está à frente de parte da política de investimentos públicos.

Como antecipou o Broadcast/Estadão, a declaração de Marinho para economistas do mercado financeiro de que o programa Renda Cidadã sairá de “qualquer jeito” foi mal recebida por Guedes. Depois da piora do mercado com as declarações, o ministro da Economia subiu o tom.

Pela importância estratégica do Renda Cidadã, Marinho disse em um call fechado da Ativa Investimentos que é preciso encontrar uma forma de viabilizá-lo, ainda que isso signifique flexibilizar o teto de gastos, regra constitucional que proíbe que as despesas cresçam em ritmo superior à inflação. “A gente está tentando fazer da melhor forma possível. Estamos tentando manter o teto, mas há pressão para flexibilização”, teria dito o ministro. Marinho relatou no encontro a insatisfação do relator da proposta, senador Márcio Bittar (MDB-AC), com a crítica de Guedes ao uso de parte do dinheiro do precatórios para o Renda Cidadã. Marinho disse que a ideia foi de Guedes.

Depois da fala, o titular da Economia voltou a chamar Marinho de traidor e deu um alerta à ala política do governo. “Se a doença vier (numa segunda onda), vamos furar teto. Mas não vamos furar o teto para fazer política”, avisou. “Não acredito que Marinho falou mal de mim. Se falou mal, isso mostra que ele, em primeiro lugar, é despreparado, além de desleal e fura teto”, afirmou.

Como revelou ao jornal Estadão, Bittar (MDB-AC), tem buscado ampliar sua rede de “conselheiros” e se consultou inclusive com Rogério Marinho, que defendeu tirar o novo programa do teto. Isso depois de ter tido divergências com a Economia sobre como financiar o Renda.

O churrasco deste sábado no Alvorada teve a presença ainda dos ministros do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes.

Veja também

Polarização entre Lula e Bolsonaro indica fracasso de lideranças da terceira via

O PSDB marcou suas prévias para as calendas de novembro, num gesto celebrado como exercício …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!