terça-feira 29 de setembro de 2020
Home / NEGÓCIOS / Chineses investirão R$ 2 bilhões na produção de açúcar e álcool na Bahia
sexta-feira 29 de março de 2019 às 10:31h

Chineses investirão R$ 2 bilhões na produção de açúcar e álcool na Bahia

NEGÓCIOS


Dentre os investimentos, um complexo para produção de açúcar e álcool será implantado no Oeste da Bahia

Novas usinas para produção de açúcar e álcool deverão ser implantadas no Estado, especificamente na região do São Francisco, em parceria com investidores chineses.

A notícia foi dada pelo vice-governador João Leão (PP), que também é secretário de Desenvolvimento Econômico. Leão visitou a Embaixada da China e o Ministério da Agricultura em Brasília, nesta última quinta-feira (28), para agilizar a concretização dos novos equipamentos no Estado.

As contas do governo baiano, com base no protocolo de intenções, assinado em outubro de 2018, e na confirmação de interesse dos estrangeiros, preveem injetar no setor mais de R$ 2 bilhões, segundo o gestor estadual.

“A grande produtividade baiana de cana-de-açúcar, de 320 a 350 toneladas por hectare, hoje é a maior do Brasil. Temos todo potencial e saímos na frente na atração de novas usinas”, disse Leão, para quem o novo investimento promete consagrar a Bahia como líder no setor de açúcar e álcool no país. Ele afirmou, ainda, que a parceria entre Bahia e China está além da implantação da Ponte Salvador-Itaparica, do VLT de Salvador e da Ferrovia de Integração Oeste Leste.

Na reunião com a ministra conselheira da China, Xia Xiaoling, o vice-governador baiano detalhou as informações sobre o complexo sucroalcooleiro baiano, que está em processo de implantação. Antes, pela manhã, João Leão sentou com a equipe do Ministério da Agricultura. A primeira usina do complexo sucroalcooleiro, ressalta o gestor, começou a ser erguida com investimento de R$ 107 milhões e previsão de 200 empregos diretos e mais de seis mil indiretos. “Novas unidades vão chegar nos próximos meses para completar o mapa e consolidar o complexo para a produção de açúcar e álcool”, afirma.

Veja também

Brasil registra saldo de 782 mil empresas abertas de maio a agosto deste ano

e maio a agosto deste ano, 782.664 empresas foram abertas no País. O número representa …

2 comentários

  1. Porque investimento estrangeiros. Nos brasteiras não temos potencial não? .
    Sai vendendo tudo que é nosso até o solo. Isso não engulo

  2. Digo brasileiros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!