segunda-feira 28 de setembro de 2020
Home / NEGÓCIOS / Cidade Conectada: Webconferência vai esclarecer dúvidas nesta sexta (12)
quinta-feira 11 de abril de 2019 às 11:16h

Cidade Conectada: Webconferência vai esclarecer dúvidas nesta sexta (12)

NEGÓCIOS


Lançada por meio do Edital de Inovação para a Indústria – iniciativa do Senai, Sesi e Sebrae -, a Chamada Cidade Conectada está com inscrições abertas até o próximo dia 25. Para sanar as dúvidas dos interessados, vai acontecer nesta sexta-feira (12), às 14h, uma “Webinar”, conferência online que também servirá para apresentar todos os detalhes da chamada. O link da webconferência estará disponível no site: www.chamadacidadeconectada.com.

A iniciativa é da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), em parceria com o jornal Correio e o Senai/Cimatec. Todas essas instituições terão representantes no Webinar para explicar sobre os temas propostos: “Universalização do acesso à internet”; “Internet das Coisas (IoT) para conectividade”; “Transparência”; e Engajamento do cidadão”. Serão selecionados até cinco empreendedores que ofereçam soluções nessas áreas.

Os projetos selecionados receberão o investimento de R$ 150 mil cada e devem ser executados em Salvador em até 12 meses. Podem se inscrever as startups de base tecnológica, micro ou pequena empresa e até microempreendedor individual (MEI), desde que possua CNPJ ativo e apresente competência tecnológica para a área. As inscrições podem ser realizadas até o dia 25 no site plataforma. editaldeinovacao. com. br/.

Etapas

A seleção da chamada Cidade Conectada ocorrerá em quatro fases. A fase 1 corresponde à inscrição e avaliação da qualidade, compatibilidade e aplicabilidade das propostas com o desafio temático. Será aceita apenas uma ideia por empresa. Com o resultado da avaliação, as ideias escolhidas passarão por entrevistas com o intuito de aprofundar o entendimento dos projetos.

Na fase 2 as empresas vão detalhar o plano de projeto com especialistas do Senai/Cimatec e representantes das instituições envolvidas. As empresas apresentarão um pitch de 3 a 5 minutos sobre o conteúdo produzido para ser aprovado ou não pela banca avaliadora. Se admitido, o projeto segue para a fase 3, na qual será formalizado o acordo de cooperação entre as partes envolvidas.

Por fim, na quarta fase, os projetos selecionados no edital receberão o apoio dos órgãos envolvidos para o desenvolvimento de uma prova de conceito, ou seja, um modelo prático que avalia a eficiência da proposta apresentada. Para isso, os projetos passarão pelos processos de validação, desenvolvimento de protótipo e teste.

Veja também

Cade vai aprovar compra da Liquigás com restrições

Dentro de duas semanas, o tribunal do Cade vai analisar a compra da Liquigás pelo consorcio Copagás/Itaúsa, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!