terça-feira 20 de abril de 2021
Foto: Ascom/Senado
Home / NOTÍCIAS / CMO aprova bloqueio orçamentário de cinco obras com irregularidades graves
quarta-feira 24 de março de 2021 às 18:31h

CMO aprova bloqueio orçamentário de cinco obras com irregularidades graves

NOTÍCIAS


A Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou nesta quarta-feira (24) a paralisação de cinco obras na proposta orçamentária deste ano (PLN 28/20).

Duas outras obras acabaram retiradas da lista do Comitê de Avaliação das Informações sobre Obras e Serviços com Indícios de Irregularidades Graves (COI), coordenado pelo deputado Ruy Carneiro (PSDB-PB). O comitê havia incorporado recomendações do Tribunal de Contas da União (TCU) para sugerir bloqueio da execução física, orçamentária e financeira nos sete casos.

Foi aprovado destaque do deputado João Carlos Bacelar (PL-BA) para retirar da lista trecho da BR-116 na Bahia. Decisões nessa mesma linha foram tomadas pelo Congresso antes, duas vezes. Quatro destaques aprovados em bloco retiraram do parecer as referências a contratos da Ferrovia Transnordestina.

Ruy Carneiro informou que o bloqueio atingirá só parte dos contratos que envolvem a BR-040 no Rio de Janeiro; a BR-290 no Rio Grande do Sul; o Canal do Sertão em Alagoas; o sistema adutor do Ramal do Piancó, na Paraíba; e o BRT em Palmas (TO). Este último projeto foi descartado ainda na licitação.

Durante a análise dos destaques, parlamentares afirmaram que é necessário revisar a legislação que trata da fiscalização de obras públicas, inclusive a Lei Orgânica do TCU (8.443/92). O tribunal é um órgão auxiliar do Congresso.

Congresso

O relatório final da proposta orçamentária, com o parecer do COI, deverá ser analisado pelo Congresso nesta quinta-feira (25). O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, ainda não estabeleceu o horário da sessão.

Veja também

Mais de 335 quilômetros de rodovias passarão por recuperação no oeste da Bahia

Mais de 335 quilômetros de rodovias serão recuperados pelo Governo do Estado no oeste da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!